12 de jul de 2008

CONTRADIÇÕES DE UM MUNDO MODERNO

Por Cassildo Souza

O Brasil e o mundo têm assistido a inúmeros desastres ambientais nos últimos meses. Na verdade, há algum tempo, a saúde da natureza preocupa o Planeta Terra, que depende dela para sobreviver. Vez por outra, são noticiados casos de ondas gigantes, derretimento de geleiras e focos de incêndios nas matas.
O que fazer para conter esses fenômenos inexplicáveis? Ou serão explicáveis? Sim. O homem abandonou o que tem de mais precioso, que são a fauna, a flora, os mananciais, para viver de virtualidades, comprometendo a Terra com os gases poluentes que as indústrias emitem sob o pretexto do progresso. Progredir significa caminhar para frente, avançar, criar meios de sustentação sem agredir o habitat. Isso não está sendo feito atualmente, é uma verdadeira contradição.
Enquanto o homem procura conforto agindo de maneira impensada, a natureza responde e o mundo padece. Não acontecem por acaso, por exemplo, os incêndios nas matas de vários países. Na verdade, o superaquecimento provocado pelo efeito estufa acaba por contribuir para que o equilíbrio ambiental esteja completamente ameaçado, o que, numa espécie de “dominó”, acaba atingindo os seres humanos, ou seja, o efeito colateral é sempre bem maior.
Precisamos mudar a nossa mentalidade enquanto ainda resta esperança. Mas o discurso só passa a ter sentido com a prática efetiva, com a consciência cidadã. Colocar lixo nas ruas é uma coisa que já poderia deixar de acontecer, mas essa mudança precisa partir de nós, com ações concretas e com o pensamento de que no futuro nossos descendentes poderão não sobreviver às bobagens que estamos cometendo agora. Assim, esperamos que, pelo menos, diminua a “ferida” que cresce assustadoramente em nosso ecossistema, pois isso é o que mais se opõe à palavra “progresso”.

Nenhum comentário: