3 de set de 2008

MELHORES REDAÇÕES - INCENTIVO À LEITURA VIII

Publicamos as cinco melhores redações do PROJETO DE INCENTIVO À LEITURA - MÓDULO VIII, da Central de Cursos, que tratou da compra de votos nas eleições, prática comum em nosso país. Parabéns a todos que participaram na tentativa de evoluir nessa incrível arte que é escrever.


A IMPORTÂNCIA DE UMA ESCOLHA

Cidadão Incorruptível

A participação da população nos assuntos relacionados à política vem aumentando porque dia após dia, tomamos conhecimento de inúmeros casos incoerentes que estão acontecendo.
No período de eleições, os políticos se aproveitam da situação precária em que vivem os brasileiros, para adquirirem votos por meio de uma compensação, quando na verdade, deveriam fazer disto uma obrigação que é de responsabilidade do cargo que ocupam.
O pior é que a população não encara as eleições como forma de mudar a realidade com a qual convivemos, e sim como uma forma de adquirir recursos que supram as suas necessidades momentâneas. Além do mais, grande parte dos eleitores desconhecem o valor do seu voto para a sociedade, e acabam por eleger governantes incompetentes, que agem de forma insensata e prejudicam ainda mais os problemas políticos da região.
Grande parte dos erros e falcatruas dos políticos já nos foi exposta, mas muitas fraudes ainda estão acontecendo, por concessão de uma população que é tão corrupta quanto os políticos. Sendo assim, é preciso, através de políticos que cumpram sua função com seriedade, mudar valores e atitudes, para obter melhorias políticas que façam do Brasil um país mais justo.

Autor: Hiago Trindade de Lira Silva
Nota: 9,125


A RESPONSABILIDADE NA HORA DE ESCOLHER

Cidadão Incorruptível

As eleições no Brasil são de suma importância, pois é neste momento que escolhemos um indivíduo para representar nossa sociedade apresentando projetos e levando as necessidades da população para aqueles que estão no poder.
As campanhas eleitorais são feitas em cada município, isto é, cada candidato utiliza o marketing, elabora propostas, põe propagandas em programas de rádio e televisão, promete e busca de todas as formas possíveis conseguir o voto do eleitor, que é seu principal objetivo.
Para ganhar o prestígio dos eleitores o representante de cada campanha distribui, muitas vezes, cestas básicas, remédios, consultas de vista, dentre outros, e as pessoas influenciadas vendem seu voto e muitas vezes acabam perdendo-o. Esse fato deve ser articulado com cautela, pois somos cidadãos e temos direitos dentro de uma “sociedade democrata”
Eleger um candidato não é nada fácil, pois devemos analisar seu potencial administrativo, seja para com uma cidade, estado ou até mesmo um país. No entanto, é necessário que o mesmo lute e enfrente as dificuldades, buscando melhorias no setor de educação, saúde, lazer, habitação e boa remuneração para todos os trabalhadores, pois dessa forma obteremos grandes resultados.

Autor: Joyce Viviane C. Cruz
Nota: 9,000

CORRUPÇÃO SEM LIMITE

Cidadão Incorruptível

Com o início das eleições para prefeitos e vereadores a corrupção está em alta. Apesar de atualmente existirem muitas tentativas para encobrir a compra de voto, feita pelos candidatos corruptos, todos nós sabemos e muitas vezes até participamos desse ato. Essa troca de “favores” por um voto pode, na maioria dos casos, custar mais caro do que poderíamos imaginar.
A Justiça Eleitoral tenta inutilmente combate as negociações entre os candidatos e os eleitores que ainda a praticam só que de forma mais cautelosa.
Ao aceitar a ajuda de um candidato em época de eleições ou até mesmo calar-se quando sabemos de algum caso de compra de voto, estamos nos corrompendo juntamente com o eleitor que vendeu seu voto. Isso pode ser uma atitude que a longo prazo traga problemas, pois à medida em que nos deixamos corromper, estamos colocando no poder alguém que não tem caráter para assumir um cargo político e, portanto, não irá trazer progressos para a comunidade.
Esse problema tem que acabar e isso só irá ocorrer se ao invés de ficarmos parados aceitando a situação, começarmos a exercer a cidadania denunciando a compra de voto e colocando no poder aquele candidato que realmente merece exercer a função de Prefeito ou Vereador, porém, durante o mandato, temos que ficar de olho, acompanhando de perto os atos do político eleito para termos certeza de que fizemos a escolha certa.

Autor: Élida Priscilla Fernandes da Costa
Nota: 9,000


TERRITÓRIO FÉRTIL PARA A CORRUPÇÃO

Cidadão Incorruptível

É cômico como o Brasil acaba por burlar determinadas leis e destruir as instituições perfeitas com as quais os grandes liberais políticos da história sonharam.
A compra de votos no Brasil tem o seu espaço garantido nas necessidades da população, sejam elas de caráter educacional, médica ou social. E tudo isto é intitulado de “troca de favores”, um eufemismo para a completa falta de respeito com que a política brasileira tem tratado os seus cidadãos.
Desde a formação dos Estados Nacionais, estes têm a obrigação de garantir às populações direitos básicos e essenciais á sobrevivência, como saúde, educação, segurança e saneamento. No entanto, a carência com que todas estas nossas instituições funcionam nos faz colocar em dúvida o papel do governo e de todos os indivíduos bem vestidos que nele se apóiam. Então, como explicar que em meio à pobreza, ao analfabetismo, à precariedade do SUS e ao desemprego não exista a negociação de votos? Ao meu ver, esta é uma área fértil para tal ato, mesmo que isto se caracterize por infringir a Constituição Brasileira.
No entanto, apesar de compreender a origem desta prática, eu a repudio, pois se trata de agir com atitudes práticas e conformismo frente à situação. Os políticos que assim agem, não compreendem a gravidade de certos problemas e como poderiam contribuir para amenizá-los ou erradicá-los.
Quem representa as necessidades de um povo precisa ter capacidade, sabedoria e ética para exercer determinado cargo. A compra de votos é amoral e faz com que a política brasileira seja vista com desprezo pelos cidadãos e o ato de votar resuma-se a uma ação banal. Dessa forma, nos deparamos com um círculo vicioso, na medida em que nem os eleitores e nem os candidatos agem com dignidade e consciência.

Autor: Jennifer Sansya S. de Araújo
Nota: 8,750


NÃO ENTRE NA REDE DA CORRUPÇÃO

Cidadão Incorruptível

Quando se aproxima o dia das eleições, os cidadãos começam a fazer uma lista do que precisam: consultas médicas, abertura de processos e reformas em suas casas. Aqueles velhos amigos de sempre aparecem na hora exata, para darem uma “forcinha”. É assim mesmo, todos querem um pedaço da pizza.
Tudo começa com uma simples visita aos eleitores, como quem não quer nada, os políticos entregam seus cartões e oferecem uma “ajudinha” tratando-os como se fossem velhos amigos. E em troca pedem-lhes apenas um voto, a oportunidade de passarem mais quatro anos sentados em uma cadeira da Câmara sem fazer absolutamente nada.
Grande parte dos eleitores troca seus votos por um milheiro de telha e até mesmo por um abadá para uma micareta. Muitos não percebem, mas são o centro da corrupção, aqueles, que alimentam essa rede através de um simples voto que poderia mudar suas vidas. Mas, no Brasil e no mundo é assim mesmo, os ricos e espertos sempre ganham. E isso não mudará até que a população se conscientize de que os políticos devem nos servir e não nós a eles.
Mas, enquanto isso não acontece, tudo o que nos resta é esperar as eleições para ver no que vão dar. E quem sabe um dia percebamos que podemos, sim, mudar esse cenário de corrupção.

Autor: Ana Pereira Santanna
Nota: 8,750

Um comentário:

Edenilson disse...

Isso mesmo, diante do caos, da insegurança e da insanidade pública devemos conscientizar todo Brasil em relação a corrupção em que almeja em todo o mundo. Parabens alunos!