PRESENTATION IMAGE

20 de mar de 2009

PERÍODO COMPOSTO

Vamos trabalhar Período Composto, um assunto muito cobrado nos concursos e vestibulares e que representa fundamental importância para a boa organização textual. Comecemos pelas orações coordenadas, que possuem relação de interdependência.

PERÍODO COMPOSTO POR COORDENAÇÃO

Orações coordenadas não possuem relação sintática entre si, portanto, não existe relação de independência. A coordenação é marcada por uma conjunção.

Ex.: Fiquei decepcionado com o problema, / mas não tenho mágoas de ninguém.

Orações coordenadas sindéticas: Recebem o nome das conjunções coordenativas que as iniciam. Classificam-se em:

1) Aditivas:
Eu vou ao cinema e você vai ao teatro.

Outras conjunções aditivas: também, mas também, além.

2) adversativas:
Era o melhor funcionário da loja, porém, foi demitido.

Outras conjunções adversativas: entretanto, no entanto, todavia, contudo.

3) alternativas:
Estude Português, ou será reprovado no concurso.

Outra conjunção alternativa: ora...ora.

4) conclusivas:
Mário estava doente, logo, precisava repousar.

Outras conjunções conclusivas: por isso, logo, então, dessa forma/modo/maneira.

5) explicativas:
Não tenho nada a temer, uma vez que sou inocente.

Outras conjunções explicativas: porque, pois, já que, tendo em vista que, haja vista que.

Orações coordenadas assindéticas: não apresentam conectivos e são separadas por vírgula, ponto-e-vírgula e dois-pontos.
Vinha correndo,/ escorregou, /bateu com a cabeça na parede.

2 comentários:

Leandro Galvao disse...

Olá Cassildo,

Primeiro, gostaria de parabenizá-lo pelo blog. Está muito bom.

No seu post "PERÍODO COMPOSTO", de 20/03/2009, você exemplifica as locuções "dessa forma/modo/maneira" como sendo conjunções coordenativas conclusivas. Você saberia dizer se a locução "desTa forma" e variantes também são corretas?

Está difícil encontrar resposta, pois acredito que não é um caso que caia nas explicações clássicas sobre pronomes demonstrativos.

CASSILDO SOUZA disse...

Obrigado, Leandro. Na verdade, há uma indefinição no caso dessas locuções conjuntivas. Você encontra DESSA FORMA/MODO/MANEIRA e encontra DESTA FORMA/MODO/MANEIRA. Eu tenho uma visão particular de que o primeiro caso é mais correto para expressar CONCLUSÃO. O segundo caso, DESTA FORMA, está mais ligada a mostrar como uma coisa funciona na prática. Ex.: O computador funciona DESTA FORMA aqui, clique para conferir. O pronomes ESTE, ESTA e ISTO são sempre usados para coisas próximas de quem fala, em oposição a ESSE, ESSA e ISSO, próximas de quem ouve. Assim, compreendo que o primeiro caso é mais adequado para expressar CONCLUSÃO. Caso você use o segundo modo, isso dificilmente será prejudicial ao texto. É um detalhe muitas vezes não considerado pelos analistas.