30 de set de 2009

A REDAÇÃO NO ENEM

Quatro milhões e meio de jovens estão aptos a participar do ENEM este ano. O Exame desse final de semana, dias 03 e 04 de outubro, servirá já para se avaliarem as mudanças ocorridas. Muitas universidades já utilizarão a prova para o ingresso em seus cursos, o que não acontecerá ainda na UFRN, UFCE e UFPB. Aquilo que sempre preocupou nos demais vestibulares agora tende a se redobrar: Qual é o estilo da redação a ser cobrada no ENEM?
Tradicionalmente, como faz a maioria das universidades, o INEP, instituto responsável pela elaboração das provas, cobra uma DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA EM PROSA. Em outras palavras, pede-se para o aluno argumentar sobre determinado tema, de maneira IMPESSOAL, utilizando-se basicamente da 3ª pessoa do singular ou do verbo no impessoal (acompanhado de SE). Portanto, devem-se evitar expressões como NA MINHA OPINIÃO, EU ACHO, EU VEJO, EU ENTENDO. Mas também, em caso contrário, a prova não será anulada por esse motivo. A estrutura da DISSERTAÇÃO é muito parecida com a do ARTIGO DE OPINIÃO, com a diferença de que o primeiro texto não é publicado em veículos comunicativos, mas apenas exigidos em vestibulares e seleções dessa natureza, enquanto que o segundo é do tipo jornalístico e aparece em jornais, revistas, sites e blogues. Além disso, a DISSERTAÇÃO jamais é assinada, sob pena de anulação da prova.
Em 2007, o tema foi EXCLUSÃO SOCIAL, e em 2008, DESMATAMENTO DA AMAZÔNIA. Assuntos como LEGALIZAÇÃO DO ABORTO, GRAVIDEZ PRECOCE, PRÉ-SAL, COTAS UNIVERSITÁRIAS, VOTO OBRIGATÓRIO, CRISE ECONÔMICA, AUMENTO NO NÚMERO DE VEREADORES, entre outros correlatos são possíveis de constituir a prova de redação. Como nas demais ocasiões, a prova discursiva tem um peso muito grande na nota final.
Outra informação é importante é que haverá uma quantidade grande de textos, entrelaçando as disciplinas e valorizando a capacidade de apreensão e interpretação.
Instruções para a DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA EM PROSA:
  • Nunca assinar o texto, sob pena de anulação;
  • Assumir um posicionamento claro, caso seja solicitado na proposta;
  • Estruturar o texto em, no mínimo, três parágrafos (introdução, desenvolvimento e conclusão);
  • Evitar o uso da 1ª pessoa do singular;
  • Não fugir radicalmente ao tema, sob pena de anulação;
  • Atribuir um título, principalmente se for solicitado;
  • Dar caráter de imparcialidade ao texto (não se deixar levar pelas próprias opiniões, perdendo, com isso, a capacidade argumentativa).

Desejo boa sorte a todos os candidatos e que o ENEM possa servir, se não de ajuda no ingresso à universidade, como forma de medir os conhecimentos apreendidos durante o ano.

Um grande abraço.

Cassildo.

Nenhum comentário: