PRESENTATION IMAGE

25/03/2010

FUNÇÕES DA PALAVRA "SE"

Um dos conteúdos que mais aparecem em concursos públicos é a partícula SE e suas funções. Poderá ser utilizada de diversas maneiras, como podemos observar a seguir:


1. Substantivo
: ocorre, nesse caso, a derivação imprópria. Geralmente vem acompanhada de umartigo (elemento responsável pela substantivação dos vocábulos):
O "se" não existe.É preciso ter certeza das coisas.

2. Pronome ou partícula apassivadora
: ocorre sempre quando está acompanhando um VTD (verbo transitivo direto). A oração é transferível à voz passiva e por isso, a nomenclatura do vocábulo "se".
Louva-se o bom profissional. (Voz passiva: O bom profissional é louvado).
VTD

3. Índice ou símbolo de indeterminação do sujeito
: ocorre sempre quando está acompanhando um verbo não transitivo direto ou quando este está com OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO. Nesse caso, o sujeito fica impossível de determinar.
Precisa-se de pessoas honestas no Brasil. (Quem precisa de pessoas honestas? Não se sabe).
VTI
Morre-se à míngua a toda hora no País. (Quem morre à míngua? Não se sabe).
VI
Admira-se aos bons profissionais. (Quem admira aos bons profissionais? Não se sabe).
VTD OD Prep.
*Neste caso específico, a forma verbal admira-se é VTD, mas o objeto direto aparece com uma preposição não exigida pelo verbo (a).

4. Pronome reflexivo
: quando a partícula indica que o sujeito é também objeto: pratica e sofre a ação ao mesmo tempo.
Ronaldo contundiu-se no jogo de domingo. (Ronaldo contundiu a ele próprio).
Os namorados se abraçaram no salão. (Quem abraçou também foi, ao mesmo tempo, abraçado).

5.
Parte integrante do verbo: caso em que o verbo é sempre utilizado com a partícula "se".
Eu referi-me aos maus profissionais. (Não se usa, nesse sentido, o verbo referir, sem a partícula "se").
O rapaz suicidou-se porque tinha depressão. (Não se usa o verbo suicidar, sem a partícula "se").

6. Partícula denotativa de realce:
quando o "se" apenas enfatiza o termo, mas em nada altera o sentido.
Eles se vão rapidamente = Eles vão rapidamente.

7. Conjunção subordinativa integrante
: quando a partícula liga duas orações, uma principal e uma subordinada substantiva. Complementa o sentido do verbo da oração principal.
Marcos não sabia / se viria ainda este ano.
O. Principal O. Subcordinada
(Não sabia o quê? a resposta começa com a conjunção "se" que introduz a subordinada).

8. Conjunção subordinativa condicional
: quando o vocábulo "se" introduz uma oração subordinada que indica condição. É substituível, feitos os devidos ajustes, pelas correspondentes caso ou desde que.
Marcos virá / se todos concordarem.
O. Principal O. Subordinada
(caso/desde que todos concordem. Há uma condição para que marcos venha).
Veja como um pequeno vocábulo poderá causar tantas confusões. Por isso, é essencial que se estude essa palavra em seus vários casos.
Um abraço.
Cassildo.

Nenhum comentário: