5 de mar de 2010

POR QUE A MEDIOCRIDADE ATRAI?

Uma das questões que me intrigam é o fato de a mediocridade ser considerada uma estratégia bem escolhida nos dias atuais. A imbecilidade (expressão, por si só, grosseira) atingiu limites inimagináveis. E isso acontece em todos os níveis, segmentos ou áreas.
A primeira, e talvez a pior, é a crítica destrutiva ou a infâmia. Denegrir a imagem alheia parece que virou moda, muito devido também ao incentivo vindo da televisão, por exemplo. As pessoas se excitam em dizer coisas negativas das outras, no âmbito pessoal e profissional. Saem falando tudo aquilo que vem à cabeça, mesmo que presumam não ser verdade. E eu pergunto: aonde iremos parar, se queremos que nossos filhos não sigam maus exemplos? Ou queremos que isso aconteça?
Antes de a escola pregar boas normas de conduta, valores, ética, harmonia, seja o que for mais, os pais que se dizem exemplares precisam agir no sentido de fazer valer os bons costumes. Caso não consiga levar uma vida de referência, que pelo menos realizem suas atitudes condenáveis fora do contexto em que seus descendentes estejam inseridos. É muito fácil cobrar mudanças do Governo, da Escola, da Sociedade. Mas é preciso entender que tais transformações só acontecerão a iniciar do lar, de onde tais costumes (bons e ruins) sairão e tomarão conta do exterior.
Vamos dar um basta na mediocridade. Vamos combater atitudes mesquinhas, dando exemplos, mostrando que se deve, de vez em quandp, ficar no lugar do outro, para tentar imaginar o que sentiria com determinadas ações que cometemos. Sonhar assim não é utopia, é obrigação, mais que obrigação, é um direito. Como uma frase de certo texto que li "arrumar o homem é a tarefa das tarefas, se é que se quer arrumar o mundo".
Um abraço.
Cassildo.

Nenhum comentário: