9 de abr de 2010

POR UMA MELHOR ESCOLA PÚBLICA

Temos a idéia, no geral, de que a escola pública está acabada, deteriorada, abandonada. E isto, na maior parte, é verdade. Não sendo novidade alguma, deveríamos nos direcionar para os fatores que contribuem para que essa situação constitua realidade. Por que será que a imagem das escolas mantidas pelo Governo é sempre de decepção?
Digo, independentemente de qualquer coisa, que se o comprometimento profissional dos professores das escolas públicas fosse 70% do que eles oferecem às instituições privadas, quando lá estão, a coisa seria bem diferente. Sei que existe uma série de situações a serem revistas, como uma melhor estruturação, material disponível em quantidade suficiente para se trabalhar, laboratórios nas diversas áreas etc. Tais aspectos também não podem e - mais importante - não devem ser esquecidos. Mas, tendo-se todos esses recursos, nada funciona se os atores principais - professores e alunos - não estiverem comprometidos.
Cabe a cada um de nós, classificados como professores, mediadores, facilitadores ou qualquer nomenclatura que ainda venha a surgir, lutar para que a imagem do local onde desenvolvemos nossas atividades seja sempre preservada. Não me parece coerente não ter motivação para trabalhar em nome do estabelecimento em que estamos inseridos, remar contra a própria maré.
Sei que muitos profissionais, como eu, trabalham em vários turnos e, desta forma, não dispõem de tempo suficiente para dedicar-se a um planejamento que diga respeito à realidade, a buscar novas formas de aprender e ensinar, a debater com seus colegas. Ainda assim, não há razões justificáveis para se fazer "corpo mole" ou viver reclamando do salário a vida inteira.
A escola pública é responsável pela maior demanda de alunos e não pode ser tratada como se fosse um "engodo", passatempo para os filhos darem sossego aos pais ou um local onde se encontram os amigos, sem nenhuma pretensão de buscar conhecimento. Os profissionais da educação, os autênticos heróis da educação, devem estar atentos para que a sua escola seja uma referência e, assim, eles possam realizar-se enquanto instrumentos do saber a contribuírem para o crescimento profissional das crianças e dos adolescentes.

2 comentários:

Anônimo disse...

Anônimo do comentário do texto: ENEM + UFRN = ?
Na minha forma de pensar, concordo que a escola pública só vai obter melhoras a partir do momento em que, além dos profissionais se sentirem motivados a ensinar e dêr seu melhor quando o fazer, a sociedade brasileira dêr importância a tal educação e então cobrar de nossos governantes uma tomada de atitude para aprimorar a infra-estrutura, a segurança e também valorizar os profissionais desse ramo, que no atual presente não são valorizados o quanto deveriam ser, pois afinal não teríamos médicos, advogados, engenheiros,... sem nossos preciosos educadores.

CASSILDO SOUZA disse...

Apoiado em todos os pontos.