22 de jul de 2010

COLÉGIO COMERCIAL, JAMAIS O ESQUECEREI

Uma das melhores coisas que gosto em mim - geralmente repreendida por outras pessoas - é o fato de ser saudosista. Sou tanto, que às vezes chego a sê-lo de forma intencional. E não quero deixar essa característica sair de mim, jamais. Esses dias tenho-me alimentado bastante com lembranças do final da década de 80 até os meados dos anos 90. Quem é de minha época não pode ter esquecido: quão maravilhoso era estudar no CCCN - COLÉGIO COMERCIAL DE CURRAIS NOVOS, instituição fruto da área da educação profissional, tão criticada como tecnicista, à época, e que hoje voltou a ser moda com os milhares de IFRNs espalhados pelo Brasil.

Aquele colégio foi um marco na vida de muita gente. Seja pelas relações humanas que ali se estabeleceram, seja pela qualidade na educação protagonizada pelos excepcionais mestres que lá atuaram. Alguns que até se foram, como Lucilene e Canidé Marciano, professores de Português e Matemática, respectivamente, deixando lembranças positivas de uma época que até podia não ser favorável, mas que, talvez por isso mesmo, fazia dos profissionais de lá verdadeiros abnegados na formação cidadã de futuros homens e mulheres. Nunca esquecerei das brincadeiras, das repreensões oportunas, da capacidade de gerenciamento de uma pessoa chamada Marlir Alice de Araújo, a qual provocou muita emoção ao anunciar sua saída da escola.

Conheço vários colegas daquela geração. Em sua maioria, independentemente do cargo que ocupam, viraram homens e mulheres de caráter, com compromisso e responsabilidade moldados naquela instituição escolar. Pessoas com respeito pelo próximo, profissionais de excelência, amigos que transcenderam épocas. Professores ficaram na memória, como Simão, Arimatéa, Paulo Salviano, Francisca Batista, Hilda Pereira, Lindalva Dantas, Lucilene, Marliete, Canidé Marciano, Goretti (História, não lembro o sobrenome), Fátima Dantas, Odete Santiago, Chiquinho (grande Chiquinho!), Conceição (Português), Lúcia Brito, Winston, Sr. Clemente (Ed. Física), Mário Venâncio, Geraldo Dantas, Pr. Daniel, entre outros que, me perdoem, não lembro casualmente agora.

As lembranças estão encardidas, entranhadas, viraram nódoas e deixo que fiquem assim, para sempre. Estou vivendo uma boa fase em minha vida, tenho trabalhado bastante (graças a Deus!) e agradeço muito pela oportunidade de ter conseguido estudar em tão cativante lugar. Sei separar as épocas, o que foi ontem não é mais hoje e não será amanhã (grifo alheio). "Os sonhos, cada época, cada vida, são diferentes", mas se complementam para nunca deixar que esqueçamos dos momentos únicos que tivemos em nossa trajetória.

Obrigado, CCCN. Levá-lo-ei comigo em toda a existência.

Cassildo.

4 comentários:

Giliardo Julio de Medeiros disse...

Por acaso, eu estava fazendo uma pesquisa no Google e vi esse blog. Realmente aquele tempo, aquele CCCN, aqueles colegas, aqueles professores, aquelas brincadeiras, aquelas amizades e inimizades..., foi muito bom mesmo. Pense numa saudade... Agadeço a Deus por ter passado por aquela fase. Grandes funcionários e colegas também se tornaram inesquecíveis. Aqueles lanches na hora da pausa... Quem esquece de Seu Chico e Ivo que ficavam na portaria? Abraços.

Giliardo Julio de Medeiros (estudei da 5ª série até terminar o antigo 2º grau - Contabilidade).

CASSILDO SOUZA disse...

Pois é, Giliardo. No nosso caso, unidos pelo estágio do Banco do Nordeste. Não me esquecerei jamais daqueles momentos lá naquele colégio. Seu Chico e Ivo ficaram marcados, eram figuras representativas de um tempo que não voltará. Abraços e boa sorte sempre!

Anônimo disse...

Para certas coisas,certas palavras nem deveriam ser cogitadas,um grande exemplo é o COLÉGIO COMERCIAL DE CURRAIS NOVOS,Foi uma grande instituição de ensino como grandes pessoas avia orgulho de ali estudar.
CCCN : Lembranças,carinho,e orgulho de ali ter estudado.

Josy Medeiros disse...

Fiquei emocionada ao relembrar tempos tão marcantes em minha vida, participei de muitos eventos do CCCN naquela época...os desfiles de Sete de Setembro, JERNS, entre outros. Valeu pelas recordações!!!