21 de ago de 2010

QUESTÕES DE CRASE PARA CONCURSOS

As questões a seguir foram trabalhadas na última terça-feira, no EVOLUÇÃO SISTEMA DE ENSINO, e dizem respeito ao emprego do acento indicativo de crase.

01. (IBGE) Assinale a opção incorreta com relação ao emprego do acento indicativo de crase:
(A) O pesquisador deu maior atenção à cidade menos privilegiada.
(B Este resultado estatístico poderia pertencer à qualquer população carente.
(C) Mesmo atrasado, o recenseador compareceu à entrevista.
(D) A verba aprovada destina-se somente àquela cidade sertaneja.
(E) Veranópolis soube unir a atividade à prosperidade.

RESPOSTA: "B
". Antes de pronomes indefinidos, com exceção de OUTRAS, não se emprega o acento da crase; nas demais, o emprego está correto: alternativa "A", ...deu atenção a + a cidade...; alternativa "C", ...compareceu a + a entrevista; "D":...destina-se somente a + aquela cidade sertaneja; alternativa "E": ...soube unir a atividade a + a prosperidade.

02. (IBGE) Assinale a opção em que o A sublinhado nas duas frases deve receber o acento grave indicativo de crase:
(A) Fui a Lisboa receber o prêmio./Paulo começou a falar em voz alta.
(B) Pedimos silêncio a todos. Pouco a pouco, a praça central esvaziava.
(C) Esta música foi dedicada a ele. / Os romeiros chegaram a Bahia.
(D) Bateram a porta, fui atender. / O carro entrou a direita da rua.
(E) Todos a aplaudiram./ Escreve a redação a tinta.

RESPOSTA: "D": Bateram a + a porta.../ O carro entrou à direita (locução adverbial feminina de lugar); nas outras opções: letra "A": Fui a Lisboa (não se exige artigo, portanto, sem crase)/...começou a falar (antes de verbos não se usa crase); letra "B", Pedimos silêncio a todos (antes do pronome indefinido "todos", não se crase) / Pouco a pouco,...(não se usa crase com palavras repetidas); letra "C", Esta música foi dedicada a ele (não se usa crase antes de pronome retos - eu, tu, ele/ela, nós, vós, eles/elas)/ Os romeiros chegaram à Bahia (Antes de Bahia, usa-se o artigo A, portanto, emprega-se a crase); "E", Todos a aplaudiram (o a é pronome, portanto não se craseia) / Escreve a redação a tinta (No primeiro a, não há exigência de preposição (VTD); no segundo, a tinta é locução adverbial de instrumento, que não exige artigo, portanto, não se emprega a crase).

03. (Escrev.Pol./SP) A alternativa em que o sinal de crase não procede é:
a) À exceção da Bandeirantes, as outras emissoras de televisão detêm a ampla liderança com percentuais fabulosos.
b) Está presente a cineasta das cidades brasileiras à quem a porcentagem de 7% surpreendeu.
c) Os dados da pesquisa referem-se às cenas, certamente sem paralelo, em qualquer outro lugar no mundo.
d) Cresce, às escondidas, o número de cidades recebendo imagens de televisão, ameaçadoras dos valores ético-culturais.

RESPOSTA: "B". Não emprega a crase antes de pronomes relativos "que", "quem", "cujo", "cuja"; alternativa "A", quando significar COM EXCEÇÃO DE, a expressão correta é À EXCEÇÃO DE - com crase; letra "C", ...referem-se a + as cenas (preposição a + artigo as, por isso a crase); letra "D", às escondidas é locução adverbial feminina de modo, assim, usa-se a crase.

04. (Of.Just./SP) Assinale a alternativa onde o sinal indicativo da crase foi usado inadequadamente:
a) Prefiro esta bolsa àquela.

b) Isto é prejudicial à saúde.
c) Escrevia à Machado de Assis.
d) Ele referiu-se à Fabiana, não a mim.
e) As lágrimas caíam uma à uma de seus olhos.

RESPOSTA: "E", não se emprega o acento da crase com expressões contendo palavras repetidas; nas demais opções: "A", o verbo PREFERIR admite duas regências - Prefiro ( o quê?) esta bolsa (a quê?) a + aquela, por isso, crase em àquela; "B", Isto é prejudicial a + a saúde - crase orbigatória; "C", Escrevia à (moda de) Machado de Assis - as expressões subentendidas "à moda de" "à maneira de" sempre exigem crase; "D", Referiu-se a + a Fabiana, como se trata de nome próprio feminino, a crase é facultativa.

Espero que as questões acima tenham esclarecido algumas dúvidas quanto ao emprego do acento indicador de crase, aspecto tão discutido na gramática e tão recorrente nos concursos públicos e vestibulares.

Um abraço,

Cassildo.

3 comentários:

Anônimo disse...

Poxa além de ter resposta tem a explicação!Isso ajudou muito!!!!

Anônimo disse...

Muito Bom!!!!!!! Obrigada

Gustavo Moura disse...

ajudou.