11 de out de 2010

CONSTRUÇÕES ESTRANHAMENTE CORRETAS

Observe as seguintes frases:

1. A maioria dos convidados está avisada.
2. Foi José e Maria para a cidade.
3. Faz muitos anos que não nos vemos.
4. Havia muitos alunos no pátio.
5. Fomos nós quem o convidou.

Certamente muita gente poderá estranhar a estruturação dos termos acima, no entanto, todas as frases estão rigorosa e gramaticalmente corretas quanto à concordância. Vamos às explicações:

Na 1, quando se trata das expressões A MAIORIA DE, GRANDE PARTE DE, BOA PARTE DE, o verbo ficará no singular, concordando com a unidade do conjunto, ou no plural, concordando com os elementos do conjunto. Portanto, dupla possibilidade de concordância;

Na 2, quando o sujeito for composto e estiver posposto (depois ) ao verbo, poderá haver concordância com o elemento mais próximo do sujeito, como aconteceu em nosso exemplo: FOI concorda com JOSÉ, primeiro elemento do sujeito;

Na 3 e 4, o verbo FAZER indicando tempo e HAVER indicando existência ou tempo ficarão impessoais, concordando no singular. Por esse raciocinio, é extremamente equivocado dizer FAZEM DOIS MESES QUE, FAZIAM DOIS ANOS QUE, HAVIAM MUITAS PESSOAS, etc.;

Na 5, o pronome relativo QUEM admite a concordância com o seu antecedente (Fomos NÓS quem CONVIDAMOS) ou com o próprio pronome, na 3ª Pessoa do Singular (Fomos NÓS quem convidou).

Continuaremos postando mais dicas relevantes de Língua Portuguesa.

Um abraço,

Cassildo Souza.

Nenhum comentário: