25 de abr de 2010

NOVA PROPOSTA DE REDAÇÃO - II

Publico mais uma proposta de redação da Central de Cursos. É o II Módulo.

(Clique na imagem para obter tamanho original)

21 de abr de 2010

MODELO DE ARTIGO DE OPINIÃO

Por ora, disponibilizarei um modelo de ARTIGO DE OPINIÃO, com sua estrutura. No decorrer das outras postagens, colocarei à disposição de vocês o modelo de CARTA ARGUMENTATIVA, também com suas características. Lembrem-se que ambos os gêneros citados possuem como objetivo principal convencer, persuadir o destinatário ou leitor. Foi escrita por ERIC DE MEDEIROS COSTA, atualmente aluno da Central de Cursos.

Um abraço a todos.

(Clique na imagem para ampliar)

PROPOSTAS DE REDAÇÃO DO SIMULADO E DO INCENTIVO À LEITURA

A pedidos e considerando a importância da redação para o processo vestibular, disponibilizo as propostas usadas no SIMULADO no Projeto de Incentivo à Leitura da Central de Cursos, digitalizadas (Clique na imagem para obter tamanho real).




Um abraço a todos e boa redação.

Cassildo.



16 de abr de 2010

CANSEI DE TENTAR PROVAR O QUE EU SOU

Estou a me perguntar, faz tempo, o que é certo ou errado no mundo. Na verdade, coisas que antes eram tão bem definidas passaram a assumir posições duvidosas e paradoxais, levando-nos à loucura de não conseguirmos enxergar a verdade, pelo menos a primeiro momento.
Quantas são as pessoas que vivem por aí, tendo que provar todos os dias que não são culpadas por aquilo de que as estão acusando! Eu mesmo, no meu universo particular, fico mesmo indignado com ter que tentar fazer tudo direito e ser declarado como sendo justamente o oposto. Isso me traz "cólera", um sentimento de revolta tão grande que nenhuma palavra conseguiria definir.
Por que razão acusar o outro indevidamente, principalmente quando este é exatamente o contrário daquela acusação? E mais, quando, além disso, o responsável pelo julgamento aponta o que você fez tendo a nítida certeza de que aquilo não é verdade?
Sei que o blog foi criado para discutir coisas da Língua. Mas esses aspectos também nos interessam. É muito traumatizante ter que, a toda hora, responder um óbvio "não" a julgamentos dos quais não se tem prova, para comprovar que se é inocente. Em suma, você, que tenta ser correto é tido o tempo todo, por força das acusações infundadas, como errado.
É mais doloroso isso porque, para quem erra e o faz conscientemente, tanto faz se estão observando ou não. O problema é que as pessoas que tentam seguir uma conduta exemplar são mais suscetíveis a condenações do que aquelas que não têm compromisso nenhum com a verdade, com a correção e com a prudência. Eis aqui um dos indivíduos vítimas dessa crueldade.

ELOS IMPOSSÍVEIS (Cassildo Souza)

Inconveniências e contradições
Incoerências e ambições
Que assemelham-se aos problemas sociais
Que nos conduzem a dizer “nunca mais”.

Incomunicação consciente, impossível
Ambiência negativamente incrível
Incapacidade de reciprocidade
Mútua distorção da liberdade.

Seres da completude que não se complementam
Inadmissíveis atitudes que alimentam
Intransmissões de fluídos de pensamentos
Desconexão prevista para eternamente.

Mas o laço se desfaz em oportuno
(Hipocrisia, nada que seja uno)
Sela-se o fim do ciclo duvidoso
Que alivia e traz um mundo luminoso.

CONTRAVENÇÃO (CASSILDO SOUZA)

Sou o tudo e o nada
Sou o claro e o escuro
A Razão e emoção.

Sou o “eu” e sou o “nós”
Sou o antes e o após
Início e conclusão.

Sou revolta e calmaria
Sou a noite e o dia
Sou real e ilusão.

Eu sou o ter e o ser
Paciência e agonia
Sou o sim e sou o não.

Sou o que eu apareço
Sou o que não conheço
Norma culta e jargão.

O frio e o calor
Não sou ódio, sou amor
Que bela contradição!

Sou o simples e o complexo
O coerente e sem nexo
Certeza e confusão.

Imaginário e real
Sou constante e dual
Sou a indefinição.

Sou abstrato e concreto
Sou a regra e o “exceto”
A total contravenção.

A MUDANÇA EM UM DIA (CASSILDO SOUZA)

Um dia, as mudanças vingarão
Nesse dia, coisas fúteis cessarão
Certo dia, as respostas surgirão
Lindo dia, tudo terá já passado.

Qualquer dia, os medíocres não serão
Num só dia, as verdades rasgarão
Não mais que um dia, as certezas cassarão
As mentiras que se têm plantado.

Espere um dia: as justiças correrão
Será o dia de o "sim" vencer o "não"
Pois os dias jamais serão em vão
Tudo estará decretado.

Sempre em dia, bem ou mal, existirão
Aqueles dias em que todos amarão
Único dia dessa sólida explosão
O alívio estará consolidado.

9 de abr de 2010

POR UMA MELHOR ESCOLA PÚBLICA

Temos a idéia, no geral, de que a escola pública está acabada, deteriorada, abandonada. E isto, na maior parte, é verdade. Não sendo novidade alguma, deveríamos nos direcionar para os fatores que contribuem para que essa situação constitua realidade. Por que será que a imagem das escolas mantidas pelo Governo é sempre de decepção?
Digo, independentemente de qualquer coisa, que se o comprometimento profissional dos professores das escolas públicas fosse 70% do que eles oferecem às instituições privadas, quando lá estão, a coisa seria bem diferente. Sei que existe uma série de situações a serem revistas, como uma melhor estruturação, material disponível em quantidade suficiente para se trabalhar, laboratórios nas diversas áreas etc. Tais aspectos também não podem e - mais importante - não devem ser esquecidos. Mas, tendo-se todos esses recursos, nada funciona se os atores principais - professores e alunos - não estiverem comprometidos.
Cabe a cada um de nós, classificados como professores, mediadores, facilitadores ou qualquer nomenclatura que ainda venha a surgir, lutar para que a imagem do local onde desenvolvemos nossas atividades seja sempre preservada. Não me parece coerente não ter motivação para trabalhar em nome do estabelecimento em que estamos inseridos, remar contra a própria maré.
Sei que muitos profissionais, como eu, trabalham em vários turnos e, desta forma, não dispõem de tempo suficiente para dedicar-se a um planejamento que diga respeito à realidade, a buscar novas formas de aprender e ensinar, a debater com seus colegas. Ainda assim, não há razões justificáveis para se fazer "corpo mole" ou viver reclamando do salário a vida inteira.
A escola pública é responsável pela maior demanda de alunos e não pode ser tratada como se fosse um "engodo", passatempo para os filhos darem sossego aos pais ou um local onde se encontram os amigos, sem nenhuma pretensão de buscar conhecimento. Os profissionais da educação, os autênticos heróis da educação, devem estar atentos para que a sua escola seja uma referência e, assim, eles possam realizar-se enquanto instrumentos do saber a contribuírem para o crescimento profissional das crianças e dos adolescentes.