31 de out de 2010

CENTRAL DE CURSOS - 01.11.2011

TURMA DO INTENSIVO - Continuação de revisão gramatical e interpretação de texto;

TURMA DO EXTENSIVO - Aula será movimentada: terminaremos os exercícios complementares com gramática e texto; resolveremos exercícios relacionados à construção textual; e, ainda, trataremos de respostas discursivas na área de Matemática.

Mês decisivo para o vestibular. Todos os profissionais estão fazendo um trabalho árduo, mas prazeroso na tentativa de contribuir com a aprovação dos vestibulandos.

Um abraço,

Cassildo.

SÁBADO MOVIMENTADO!!

Neste último sábado, participamos, mais uma vez, de aulão promovido pela Prefeitura Municipal de São Vicente em parceria com a UNICA / MASTER. Dessa vez, foram ministradas aulas de Língua Portuguesa e Biologia (Prof. Renato Martins).

Abordamos questões nos moldes do ENEM, que se realizará dias 06 e 07.11.2010, com direcionamento também para a redação ARGUMENTATIVA, quanto à sua estrutura.

Ao chegar em Currais Novos, dirigi-me à Central de Cursos, a qual realizava seu 3ª AULÃO SHOW, para duas aulas em turmas distintas. Lá também focamos o ENEM, tanto nas questões objetivas quanto na produção de texto.

Movimentado, mas proveitoso foi esse dia de ontem. É a reta de chegada para o Vestibular / 2011.

Em breve, postarei algumas questões do material trabalhado nesses aulões.

24 de out de 2010

CONCURSO PARA TÉCNICO ADMINISTRATIVO DA UFRN COBRARÁ REDAÇÃO

Como de costume, a COMPERVE cobrará redação no concurso para Técnico-Administrativo da UFRN. O texto a ser produzido pelos candidatos será do tipo ARGUMENTATIVO EM PROSA, que equivale à DISSERTAÇÃO, em que o autor expõe sua opinião com base em argumentos. Isso confirma a tese de que cada vez mais aqueles que não se preocupam em exercitar a escrita tende a perder espaço nas seleções para empregos públicos.

No caso das questões objetivas, mais noções sobre redação serão cobradas: o candidato deverá estar preparado para as características da correspondência oficial, estruturada sob a forma de OFÍCIO, MEMORANDO, AVISO, REQUERIMENTO, PORTARIA, ATESTADO, DECLARAÇÃO, RELATÓRIO, etc.

Como profissional dessa área, vejo como muito inteligente a abordagem da escrita pela COMPERVE, sempre que abre edital de algum concurso ou vestibular. Isso significa que a era da informação não prescinde o ato de produzir textos, muito pelo contrário, deve ser uma aliada, pois a quantidade de informações nunca foi tão grande.

Então, muito exercício para enfrentar o concurso da UFRN, mas lembre-se: isso não se aprende da noite para o dia. É um processo, e quem já tem o hábito de ler e escrever, larga muitíssimo bem.

MODELO DE PORTARIA

ESTADO DO POTENGI
PREFEITURA MUNICIPAL DA SERRA DE TABAJARA
GABINETE DO PREFEITO
Avenida Fulano de Tal, S/N – Centro – CEP 11.111-111


PORTARIA Nº 001, DE 15 DE SETEMBRO DE 2007.


O Prefeito Municipal de Serra de Tabajara, Estado do Potengi, no uso de suas atribuições legais e constitucionais, RESOLVE:

Art. 1º - Designar, para o cargo de Secretário Municipal de Esportes, o Sr. BELTRANO CICRANO, portador do CPF n.º 000.000.000-00 e RG n.º 000.000-0 - SSP / CS, brasileiro, solteiro, graduado em Educação Física, residente e domiciliado à Rua Alguém de Ninguém, n.º 111, nesta cidade.

Art. 2º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

PUBLIQUE-SE, REGISTRE-SE E CUMPRA-SE.


Currais Novos/RN, Palácio “Pref. Grande Otelo”, 25 de outubro de 2010.


Volley Basket Hand Football

PREFEITO MUNICIPAL

MODELO DE DECLARAÇÃO

UNIVERSIDADE FEDERAL CENTRAL DAS LETRAS
CENTRO DE ENSINO HUMANO-LITERÁRIO
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS LITERÁRIAS, LINGÜÍSTICAS E HUMANAS
CURSO DE GEOGRAFIA






D E C L A R A Ç Ã O



Declaramos, para os fins de direito, que MARIA ALMEIDA FERNANDES, portadora do CPF 000.001.002-03 e RG 1.234.536-SSP/PB, concluiu, em 20.12.2005, o Curso Superior em Geografia, conforme consta em nossos registros.



Geolândia / GE, 25 de outubro de 2010.,



Amarildo Literato Hermano
Secretário Administrativo

23 de out de 2010

A CHUVA DAS 23

Há muito tempo eu não via um fenômeno desses acontecer. Chuva às 23 horas do dia 23 . Se não eram 23 horas, faltavam 2 ou 3 minutos. Parecia hora marcada com exatidão. Veio tranqüila, aumentando, estabelecendo-se. Quando me dei conta, Currais Novos já estava umedecida e o sono de todos haveria de adiar-se.

Para quem não vive a maior parte do ano com a estação do inverno, esfriar um pouco o clima jamais seria desprezível. Ouvir o chiado das gotas, em harmonia que só um concerto poderia nos conferir é coisa de privilegiado. De quem espera a natureza manifestar seu poder, mesmo que não lhe respondamos em mesmo tom. Que coisa linda é a espontaneidade, especialmente da "natura".

Vou dormir feliz, mais do que dormiria sem a chuva. Hoje o dia, apesar de sábado, foi de muita produção, de criação, de revisão. Mas o desfecho foi positivamente inesperado e, tenho certeza, amanhã o tom verde dos serrotes me dará o bom sinal de que temos sempre o que aprender com a mãe natureza que, guiada por Deus, torna-se maestrina do universo quando menos esperamos.

20 de out de 2010

MODELO DE OFÍCIO

(PREFEITURA MUNICIPAL DE PORTULÂNDIA)


Ofício nº. 002/06

Currais Novos/RN, 19 de janeiro de 2006.

Excelentíssimo Senhor

Prof. Dr. SAPIENTE PROPAGANDUS CONHECIMENTUS

Magnífico Reitor da Universidade Vestibas Veteranos

Brasilândia/RN



Magnífico Reitor,

  1. Considerando que a educação é a base sólida para formação do indivíduo e, consequentemente, para o crescimento de qualquer comunidade, solicitamos a Vossa Magnificência disponibilizar 20 (vinte) vagas, sendo 04 (quatro) por curso, nas áreas de Matemática, Física, Direito, Enfermagem e Serviço Social, para os servidores em Educação desta Prefeitura.
  2. As referidas vagas serão preenchidas por em certame a ser definido em breve pela Comissão de Seleção de Pessoal, nomeada por este Poder Executivo. .
  3. Esperando contar com o vosso prestimoso apoio, aguardamos o atendimento ao pleito solicitado.

Atenciosamente,


Rômulo da Costa Moura

Prefeito Municipal



Margens: superior - 5cm; inferior - 2cm; direita - 3cm; esquerda - 1,5cm Parágrafo: a 2,5cm da margem direita

MODELO DE REQUERIMENTO

Exmo. Sr.

Ricardo Teixeira

PREFEITO MUNICIPAL DE TERESÓPOLIS – GRANJA COMARY

Nesta.




Romário de Souza Farias, brasileiro, residente e domiciliada à Rua Ausônio Araújo, nº 99, Bairro JK, nesta cidade, portadora do CPF nº 429.446.314-85 e do RG nº 736.656-SSP/RN, vem solicitar de Vossa Excelência, através do setor competente, uma vaga em ponto de táxi municipal, para o veículo Gol 1000 placa MYN – 5878, de sua propriedade, tendo em vista que a mesma presta serviços realizando viagens, com transporte de passageiros.



Nestes Termos,

Pede Deferimento.




Currais Novos/RN, 09 de agosto de 2005.



ROMÁRIO DE SOUZA FARIAS





Documentos em anexo: cópia do RENAVAN e CNH.

MODELO DE MEMORANDO INTERNO

TIMBRE

Memorando Interno n.º 23

Em: 18/01/2006


De: Chefe do Setor de Transportes

Para: Gerente de Vendas



Senhor Gerente,




  1. Atendendo à solicitação, comunico-lhe que estará à sua disposição uma caminhonete com capacidade para seis passageiros, no próximo dia 30, a partir das 18 horas.
  2. Solicitamos que a equipe designada à viagem seja comunicada antecipadamente, a fim de evitar transtornos no dia marcado.
  3. Ficamos à disposição para esclarecimentos adicionais necessários.



Atenciosamente,




Luís Carlos Brandão

Chefe do Setor de Transportes




*Margens: superior - 5cm; inferior - 2cm; direita - 3cm; esquerda - 1,5cm **Parágrafo: a 2,5 cm da margem direita

17 de out de 2010

A PROPÓSITO DE SER PROFESSOR…

Jô Soares
O material escolar mais barato que existe na praça é o professor!
É jovem, não tem experiência.
É velho, está superado.
Não tem automóvel, é um pobre coitado.
Tem automóvel, chora de “barriga cheia”.
Fala em voz alta, vive gritando.
Fala em tom normal, ninguém escuta.
Não falta ao colégio, é um “Adesivo”.
Precisa faltar, é um “turista”.
Conversa com os outros professores, está “malhando” nos alunos..
Não conversa, é um desligado.
Dá muita matéria, não tem dó do aluno.
Dá pouca matéria, não prepara os alunos.
Brinca com a turma, é metido a engraçado.
Não brinca com a turma, é um chato.
Chama a atenção, é um grosso.
Não chama a atenção, não se sabe impor.
A prova é longa, não dá tempo
A prova é curta, tira as hipóteses do aluno.
Escreve pouco, não explica.
Explica muito, o caderno não tem nada.
Fala corretamente, ninguém entende.
Fala a “língua” do aluno, não tem vocabulário.
Exige, é rude.
Elogia, é debochado.
O aluno é retido, é perseguição.
O aluno é aprovado, deitou “água-benta”.
É! O professor está sempre errado, mas, se conseguiu ler até aqui, agradeça a ele.

15 de out de 2010

ENTRE TANTAS OUTRAS COISAS, SER PROFESSOR...

Por Cassildo Souza


Dia 15 de outubro. Dia do Professor. Essa data deveria representar um marco no avanço de nosso país, levando em conta que é a educação o elemento norteador do desenvolvimento de qualquer Estado. Mas não quero aqui falar sobre esses traumas. Prefiro refletir sobre outras coisas, sem aquele discurso político-social, luta de classes e coisas afins. O que é ser professor, na acepção mais abrangente da palavra?

Ser professor não é status, é "chamado", é dom, é vocação. Não está ligado, necessariamente, à quantidade de títulos que uma pessoa conquistou ao longo da vida acadêmica. Isso, infelizmente, nem sempre garante ao profissional a aptidão necessária para uma função tão nobre. Ser professor é ver as necessidades do aluno, transcendendo conteúdos programáticos e estáticos que nos tentam inculcar, muitas vezes esquecendo-se das situações cotidianas, extremamente dinâmicas e que requerem capacidade de ser flexível, dadas as particularidades de cada estudante.

Ser professor é ser o exemplo, o espelho, o modelo. E, de novo, ultrapassam-se as barreiras dos conteúdos específicos de determinada disciplina. O exemplo parte da vida pessoal, das opiniões expressas, da maneira como se reage, enfim, das práticas diárias que servem de referência para seus alunos. Se um docente não cumpre seus horários e não é pontual em suas atividades, não pode cobrar a mesma postura de seus discípulos. Quem se aventura nos caminhos do ensino deve refletir sobre essas questões e buscar, ao longo da trajetória, atingir esse nível que considero ser a excelência.

Ser professor é ser crítico, é não se deixar levar pelas impressões pessoais ao analisar um problema. É ser cidadão consciente, para que se possa exigir a consciência estudantil. É ter a hombridade de reconhecer o erro, considerando que a ninguém foi dado o direito de não errar. É ter a humildade de ouvir, de dar aos alunos a oportunidade de compartilhar suas experiências que, em várias ocasiões, chegam a surpreender. É, finalmente, ser imparcial.

Mas ser professor, além de tudo isso, também não pode acontecer satisfatoriamente sem a qualificação técnica. Agora, sim, falo dos conteúdos. Nesse caso, temos de considerar o equilíbrio, a regularidade dos inúmeros predicados necessários para exercer esse "chamado". Não adianta ser compreensivo, afetivo, conciliador, se não houver o conhecimento sobre aquilo que será ensinado. Por outro lado, não adianta ter preparação acadêmica se não houver o lado humano, em primeiro lugar, se não existir o devido respeito às peculiaridades do público-alvo. Ou seja, ser professor é ser complexo e procurar entender as complexidades dos diferentes mundos instalados nas cabeças dos discentes.

Procuro um dia enquadrar-me nos pré-requisitos. Não desejo que vejam em mim um pregador daquilo que não cumprirei. Os espelhos estão por toda a parte e servem também a nós, professores menos experientes, que tendem a "escorregar" mais do que aqueles que já traçam esse caminho há mais tempo. A estrada não é fácil, e nem poderia ser. Mas o desejo de ver um mundo melhor deve começar por aí. Afinal, nossos descendentes dependerão de tudo o que plantarmos agora e, sinceramente, não gostaria de ver um filho meu sendo orientado por alguém que não faz de seu magistério uma atividade digna.

12 de out de 2010

CONCURSO DE REDAÇÃO FENABB

Hoje participei , juntamente com Luciana Carvalho e Dorinha Nascimento, da Comissão que corrigiu as redações de Concurso realizado pelo Banco do Brasil - FENABB. Os textos foram produzidos por alunos da Escola da Rede Municipal de Ensino e abordavam a instalação da agência em nossa cidade.

No final, os três primeiros colocados receberam a seguinte premiação: 1 - Bicicleta; 2 - MP4; 3 - MP3. O evento foi realizado na sede da AABB, sendo escolhidas 01 redação da Escola Municipal "Profª. Trindade Campelo" (1º lugar) e 02 da Escola Municipal "Prof. Salustiano Medeiros" (2º e 3º lugares).

Parabenizo a iniciativa de incentivar a leitura e a escrita e agradeço a Aldenira Guedes o convite para corrigir os textos. Espero que mais projetos dessa natureza sejam promovidos e coloco-me à disposiçao para colaborar com o que for possível. Somente através da escrita e leitura, os conhecimentos são ampliados e aplicados nas mais diversas áreas.

11 de out de 2010

CONSTRUÇÕES ESTRANHAMENTE CORRETAS

Observe as seguintes frases:

1. A maioria dos convidados está avisada.
2. Foi José e Maria para a cidade.
3. Faz muitos anos que não nos vemos.
4. Havia muitos alunos no pátio.
5. Fomos nós quem o convidou.

Certamente muita gente poderá estranhar a estruturação dos termos acima, no entanto, todas as frases estão rigorosa e gramaticalmente corretas quanto à concordância. Vamos às explicações:

Na 1, quando se trata das expressões A MAIORIA DE, GRANDE PARTE DE, BOA PARTE DE, o verbo ficará no singular, concordando com a unidade do conjunto, ou no plural, concordando com os elementos do conjunto. Portanto, dupla possibilidade de concordância;

Na 2, quando o sujeito for composto e estiver posposto (depois ) ao verbo, poderá haver concordância com o elemento mais próximo do sujeito, como aconteceu em nosso exemplo: FOI concorda com JOSÉ, primeiro elemento do sujeito;

Na 3 e 4, o verbo FAZER indicando tempo e HAVER indicando existência ou tempo ficarão impessoais, concordando no singular. Por esse raciocinio, é extremamente equivocado dizer FAZEM DOIS MESES QUE, FAZIAM DOIS ANOS QUE, HAVIAM MUITAS PESSOAS, etc.;

Na 5, o pronome relativo QUEM admite a concordância com o seu antecedente (Fomos NÓS quem CONVIDAMOS) ou com o próprio pronome, na 3ª Pessoa do Singular (Fomos NÓS quem convidou).

Continuaremos postando mais dicas relevantes de Língua Portuguesa.

Um abraço,

Cassildo Souza.

10 de out de 2010

AMANHÃ, NA CENTRAL DE CURSOS!!

Turma do INTENSIVO: Iniciaremos a proposta de redação da Questão n.º 28, a respeito dos relacionamentos virtuais. Trata-se de ARTIGO DE OPINIÃO.

Turma do EXTENSIVO: Será uma aula com muitos conteúdos: primeiro resolveremos as questões de Funções da Linguagem, assunto visto há duas semanas; terminaremos as questões de crase; e entraremos no assunto Colocação Pronominal. Todos são temas importantes para quem fará a redação no vestibular.

Como sempre, espero dar o melhor de mim aos "heróis" que ficam até as 22h tratando de questões relevantes da Língua Portuguesa.

Um abraço!!

Cassildo.

ALGUNS PARÔNIMOS E HOMÔNIMOS

Disponibilizo a seguir alguns casos de palavras semelhantes, que causam muitas dúvidas quando da escrita de textos. São os chamados PARÔNIMOS e HOMÔNIMOS.

acender: atear fogo; ascender: subir.

acerca de: sobre, a respeito de; cerca de: aproximadamente.

arrear: pôr arreios em; arriar: abaixar.

caçar: pegar animais; cassar: anular, tirar o direito de.

cela: pequeno quarto de dormir; sela: arreio.

censo: contagem demográfica; senso: juízo, discernimento.

cerração: nevoeiro espesso; serração: ato de serrar, cortar.

cessão: ato de ceder; sessão: em reuniões/espetáculos; seção ou secção: corte, divisão, setor.

comprimento: tamanho; cumprimento: saudação, realização.

conjectura ou conjetura: hipótese, suposição; conjuntura: situação, circunstância, momento.

descrição: ato de descrever, retratar; discrição: qualidade de discreto.

dispensa: isenção, licença; despensa: lugar para mantimentos.

despercebido: não percebido; desapercebido: desprovido.

emergir: vir à tona. Imergir: afundar.

emigrar: sair de um país; imigrar: entrar em país.

eminente: notável, celebre; iminente: prestes a ocorrer.

estada: tempo de permanência de uma pessoa; estadia: tempo de permanência de veículo.

flagrante: evidente, ato de flagrar; fragrante: cheiroso, perfumado.

fluir: correr; fruir: desfrutar.

história: narrativa de fatos reais; estória: narrativa de ficção.

imoral: contra a moral; amoral: sem moral.

infligir: aplicar pena; infringir: transgredir.

mal: advérbio de modo, substantivo (contrário de bem); mau: adjetivo (= ruim, antônimo de bom).

precedente: antecedente; procedente: que procede, proveniente.

previdência: antevidência; providência: medida; sabedoria divina.

sobrescrever: escrever sobre; endereçar. subscrever: assinar.

sustar: interromper; suster: sustentar, reprimir.

tacha: pequeno prego, tacho grande; taxa: tributo, imposto.

tráfego: trânsito; tráfico: comércio, lícito ou não.

vultoso: enorme, volumoso; vultuoso: vermelho (na face).

EXERCÍCIOS

Preencha a lacuna com uma das formas entre parênteses:

1. Não conseguiu____________ a cortina. (arrear – arriar).

2. O jóquei é um __________ não ____________ (cavaleiro – cavalheiro).

3. O prisioneiro sacudia as grades da ___________ (sela – cela).

4. Durante sua _________ em Salvador, não dormiu. (estada – estadia).

5. O diretor queria prorrogar seu _________ (mandato – mandado).

6. Foi suspenso por _________ o regulamento. (infligir – infringir).

7. O cientista deve ser ________. (amoral – imoral).

8. Ali, poucos conseguem ________ a chefe. (acender – ascender).

9. É __________ o retorno do ___________ cientista. (eminente – iminente).

10. Houve ______ de ingressos para esta ________. (cessão – sessão – secção).