25 de fev de 2011

TIPOLOGIA TEXTUAL (SEQÜÊNCIAS TEXTUAIS)

Ao contarmos algum acontecimento que vimos na rua, sobre como aconteceram os fatos, nós fazemos uso de um tipo de seqüência textual, a narração. Nesse mesmo contexto, as trocas de informações faladas também constituem um tipo de seqüência ou tipologia textual: o diálogo.
Quando opinamos sobre esse dito acontecimento, caracterizamos uma seqüência textual de natureza argumentativa, dentro da dissertação. Por conseguinte, quando
No momento em que consultamos um dicionário ou uma enciclopédia, as informações contidas sobre cada item compõem a seqüência explicativa, com conceituação (verbete) e exemplos.
Se visualizarmos num frasco de xampu o conhecido título “MODO DE USAR” com seu conteúdo, teremos um exemplo prático de seqüência injuntiva, tipo de texto que se caracteriza por fornecer instruções, obedecendo a uma ordem lógica.
TIPOLOGIA TEXTUAL OU SEQÜÊNCIA TEXTUAL
Além dos três tipos de redação normalmente estudados (descrição, narração e dissertação), hoje existem mais três classificações dessas seqüências: injuntiva, explicativa e dialogal.
A seqüência dissertativo-argumentativa (seqüência argumentativa) caracteriza-se pela discussão de uma problemática, com apresentação de idéias amparadas por argumentações e fatos, culminando com uma tomada de posição ou defesa de princípios.
Vejo o Brasil como um país em que, se de um lado existem aqueles que preconizam a idoneidade, probidade e correção, por outro, há aqueles encarregados de sujar nossa Pátria com atos inescrupulosos e sem o menor de sinal de respeito à população.
A seqüência narrativa caracteriza-se por discorrer, contar, relatar fatos, sejam eles fictícios ou reais. Em oposição à descrição, é intensamente dinâmica, por isso predominam os verbos que indicam ação. Apresenta fatos, personagens, cenário, temporalidade.
[...]
Depois pediu que eu me sentasse ao seu lado, pois me achava muito calmo e isto iria fazer-lhe bem. Lá se ia a oportunidade de ler o romance policial que eu comprara no aeroporto, para me distrair na viagem. Suspirei e fiz o bacano respondendo que estava às suas ordens.
[...]
PONTE PRETA, Stanislaw. A estranha passageira.
A seqüência descritiva consiste em retratar com palavras algo que se viu ou se observou, representando um objeto ou uma imagem. Nesse tipo de redação, os verbos de ação estão em segundo plano, dando destaque aos substantivos e aos adjetivos.

O homem que encontrei era alto, magro, parecia estar agitado e pedia por comida. Notei nele um ar de sofrimento caracterizado pelas roupas sujas e rasgadas e mão bastante calejadas quem sabe pelos descaminhos da vida.
A seqüência injuntiva configura-se por orientar, instruir, através de passos que devem obedecer a uma ordem. É típica dos manuais de orientação:
Modo de usar: Aplique sobre a cutícula e deixe agir de 2 a 3 minutos. Empurre com o auxílio de uma espátula. Se necessário, remova o excesso com o alicate de uma cutícula.
A seqüência explicativa consiste em detalhar ou conceituar determinado elemento, explicando a sua aplicação e suas particularidades. É típica dos dicionários e enciclopédias.
Verbo intransitivo: É aquele verbo que não rege complemento para ter sentido completo. . Ex.: os alunos já saíram.
A seqüência dialogal representa a fala entre duas ou mais pessoas, chamadas de interlocutores. Poderá vir inserida dentro de uma seqüência narrativa.
- Oi, como você está?
- Vou bem, obrigado. Há quanto tempo!!
- Pois é, essa correria louca...
- De repente, podemos marcar alguma coisa...
- Quem sabe agora!?
EXERCÍCIOS
Observe o fragmento abaixo e responda às questões.
Na parte inferior, à esquerda do quadro, está uma figura fragmentada com a cabeça cortada, e, ao centro, um braço, também cortado, agarra uma espada quebrada, junto a qual se encontra uma flor. Na parte lateral esquerda, percebe-se uma mulher segurando uma criança morta em seus braços. Acima dela, um touro observa a cena. Na parte superior, uma lâmpada, que se assemelha a um olho, lança sua luz sobre a cena reproduzida no quadro do pintor espanhol. No centro do quadro, abaixo da lâmpada, pode-se perceber um cavalo ao lado do qual está uma lamparina elétrica sustentada por uma mão. No lado direito do quadro, duas mulheres olham para o cavalo. No canto superior direito, uma figura humana está sendo consumida por chamas...
01. Que seqüência textual é predominante no fragmento e quais os elementos que o justificam?
02. No trecho abaixo, indique qual é a seqüência textual predominante:
Configurar um endereço de retorno
· Inicie o Word;
· Clique no Botão Microsof Office e, em seguida, em Opções do Word;
· Clique em Avançado;
· Clique em OK;
· Reinicie o computador.
Questão 03 (ENEM/2010)
Transtorno do comer compulsivo
O transtorno do comer compulsivo vem sendo reconhecido, nos últimos anos, como uma síndrome caracterizada por episódios de ingestão exagerada e compulsiva de alimentos, porém, diferentemente da bulimia nervosa, essas pessoas não tentam evitar ganho de peso com os métodos compensatórios. Os episódios vêm acompanhados de uma sensação de falta de controle sobre o ato de comer, sentimentos de culpa e de vergonha.
Muitas pessoas com essa síndrome são obesas, apresentando uma história de variação de peso, pois a comida é usada para lidar com problemas psicológicos. O transtorno do comer compulsivo é encontrado em cerca de 2% da população em geral, mais frequentemente acometendo mulheres entre 20 e 30 anos de idade. Pesquisas demonstram que 30% das pessoas que procuram tratamento para obesidade ou para perda de peso são portadoras de transtorno do comer compulsivo.
Disponível em: http://www.abcdasaude.com.br. Acesso em: 1 maio 2009 (adaptado).
Considerando as ideias desenvolvidas pelo autor, conclui-se que o texto tem a finalidade de:
a) descrever e fornecer orientações sobre a síndrome da compulsão alimentícia.
b) narrar a vida das pessoas que têm o transtorno do comer compulsivo.
c) aconselhar as pessoas obesas a perder peso com métodos simples.
d) expor de forma geral o transtorno compulsivo por alimentação.
e) encaminhar as pessoas para a mudança de hábitos alimentícios.
Questão 04 (ENEM / 2010)
A gentileza é algo difícil de ser ensinado e vai muito além da palavra educação. Ela é difícil de ser encontrada, mas fácil de ser identificada e acompanha pessoas generosas e desprendidas, que se interessam em contribuir para o bem do outro e da sociedade. É uma atitude desobrigada, que se manifesta nas situações cotidianas e das maneiras mais prosaicas.
SIMURRO, S. A. B. Ser gentil é ser saudável. Disponível em: http://www.abqv.org.br. Acesso em: 22 jun. 2006 (adaptado).
No texto, menciona-se que a gentileza extrapola as regras de boa educação. A argumentação construída
a) apresenta fatos que estabelecem entre si relações de causa e de consequência.
b) descreve condições para a ocorrência de atitudes educadas.
c) indica a finalidade pela qual a gentileza pode ser praticada.
d) enumera fatos sucessivos em uma relação temporal
e) mostra oposição e acrescenta idéias.
RESPOSTAS COMENTADAS:
01. SEQÜÊNCIA DESCRITIVA, tendo em vista que no fragmento predominam adjetivos (ou palavras de natureza adjetiva), substantivos, elementos que indicam localização, entre outros vocábulos, levando-nos a ter uma idéia de como seja a figura da obra retratada. Não há - aqui - preocupação em convencer, relatar, dialogar, instruir ou explicar, mas tão-somente qualificar o quadro do pintor Picasso.
02. SEQÜÊNCIA INJUNTIVA, uma vez que o texto visa a orientar para um ou mais procedimentos, seguindo uma ordem lógica em tópicos, como é comum nos gêneros que aparecem em equipamentos de segurança, eletrodomésticos e nos programas de informática em geral.
03. D. Há, neste caso, SEQÜÊNCIA DISSERTATIVO-EXPOSITIVA, considerando que não é preocupação prioritária do trecho RELATAR, DESCREVER, EXPLICAR, ORIENTAR, POSICIONAR-SE ou ENCAMINHAR pessoas a qualquer que seja o lugar. O texto expõe, demonstra, leva ao conhecimento os hábitos alimentares, com base em pesquisas, números e outras informações, as quais marcam o texto de caráter EXPOSITIVO.
04. C. O segmento textual traz em sua mensagem o porquê de as pessoas gentis agirem assim. Isso pode ser verificado na seqüência "Ela é difícil de ser encontrada, mas fácil de ser identificada e acompanha pessoas generosas e desprendidas, que se interessam em contribuir para o bem do outro e da sociedade.". A parte destacada indica exatamente a finalidade das pessoas que são gentis.

Um comentário:

Núria disse...

Adorei! Parabéns!