30 de abr de 2011

QUESTÕES TRABALHADAS NO EVOLUÇÃO - REVISÃO EM 30.04.2011

01. (UFLA – MG) Das alternativas abaixo, a que apresenta concordância verbal correta é:

a) Devem haver duas soluções para salvar o canário.

b) Existia ainda duas soluções para salvar o canário.

c) Não haviam mais esperanças de salvar o canário.

d) Há de haver meios de salvar o canário.

e) Não pode existir meios capazes de salvar o canário.

02. (UERJ/UENF – RJ) Considere estes versos:

“Onde avanço, me dou, e o que é sugado

ao mim de mim, em ecos se desmembra.”

Carlos Drummond de Andrade

Classifique, quanto à voz verbal, os verbos do primeiro verso:

03. FGV – SP) Copie e complete a frase abaixo com as formas corretas dos verbos que estão entre parênteses:

Amanhã, quando os candidatos __________ (VIR) ao nosso bairro e __________ (VER) a pobreza em que ___________ (VIVER), hoje, as nossas famílias,__________ (SENTIR) o drama e, certamente, _____________ (FAZER) suas promessas; se (MANTER) palavra, ___________ (ATENDER + NOS) logo e não ___________ (DECEPCIONAR + NOS).

04. (UEL – PR) O trato foi feito_________ mas ficou tudo para _______ fazer, embora aquela não fosse tarefa para_______.

a) com nós – eu – mim b) conosco – mim – mim

c) conosco – mim – eu d) com nós – mim – eu

e) conosco – eu – mim

05. O parágrafo a seguir inicia um conto de Rubem Braga. Leia-o com atenção.

Subi ao avião com indiferença, e como o dia não estava bonito, lancei apenas um olhar distraído a essa cidade do Rio de Janeiro e mergulhei na leitura de um jornal. Depois fiquei a olhar pela janela e não via mais que nuvens, e feias. Na verdade, não estava no céu; pensava coisas da terra, minhas pobres, pequenas coisas. Uma aborrecida sonolência foi me dominando, até que uma senhora nervosa ao meu lado disse que "nós não podemos descer!". O avião já havia chegado a São Paulo, mas estava fazendo sua ronda dentro de um nevoeiro fechado, à espera de ordem para pousar. Procurei acalmar a senhora.

RESPOSTAS COMENTADAS:

01. "D". HAVER, com idéia de EXISTIR não se flexiona ao plural; no entanto, o próprio verbo EXISTIR sempre concordará com termo seguinte. Neste caso, é só ir descartando até chegar à alternativa correta. Observe-se que o primeiro verbo da alternativa "D" - "HÁ" - está funcionando como verbo auxiliar do principal "HAVER" = "Tem de haver" e, por isso, todos ficam no singular.

02. "AVANÇO" (Voz ativa); "ME DOU" (Voz reflexiva); "É SUGADO" (Voz passiva): no primeiro caso, o sujeito oculto "eu" é agente; no segundo caso, o sujeito, também oculto, "eu" realiza e sofre a ação - é agente e paciente; no terceiro caso, a locução verbal "é sugado" indica que o sujeito é paciente da oração.

03. VIEREM - VIREM - VIVEM - SENTIRÃO - FARÃO - MANTIVEREM - ATENDER-NOS-ÃO - NOS DECEPCIONARAO. Questão que exige cuidados em alguns pontos: o subjuntivo do verbo VER, no futuro, sempre provoca alteração da vogal temática "E" para "I" ("Quando eu VIR", e nunca "Quando eu VER"; "Quando nós VIRMOS" e nunca "Quando nós VERMOS"); cuidado também com as formas derivadas de TER no subjuntivo ("Se eles MANTIVEREM" e nunca "Se eles MANTEREM). Na penúltima lacuna, a forma "ATENDER-NOS-ÃO" explica-se pela mesóclise do pronome oblíquo átono.

04. CONOSCO - EU - MIM. Ter cuidado com a utilização dos pronomes oblíquos. A forma "CONOSCO" significa "COM + NÓS", no entanto, como o pronome "NÓS" não é "SUJEITO", tem de ser respeitada a forma oblíqua; na segunda lacuna, o pronome é SUJEITO, portanto sempre prefira a forma "EU", em oposição ao que acontece na terceira lacuna.

05. Não há crase em nenhum dos casos dos vocábulos destacados, pelos seguintes motivos: no primeiro caso, não há diante de pronomes demonstrativos ESSE, ESSA, ISSO e ESTE, ESTA e ISTO; na segunda opção, não há crase diante de verbos; no terceiro ponto, não se usa acento grave antes de nomes de cidades

Nenhum comentário: