25 de mai de 2011

POR QUE A MALDADE?

Porque o homem é mau. O homem perverso é mau. O homem cruel é mau. O homem mal-resolvido é mau. O homem covarde é mau. Leia-se, em "o homem", o ser humano, a humanidade, incluindo qualquer um que nessa classificação se enquadre. Queremos mais é ver os outros pelas costas, não queremos vê-los bem, porque isso incomoda e "eu tenho de ser único" "eu sou o rei da cocada-preta" "eu tenho a força".

Tenho presenciado inúmeros casos de falta de bom senso entre as pessoas. Chega a ser ridículo o quanto algumas sentem-se mal com o sucesso alheio, a ponto de criarem obstáculos, de agirem covardemente, sem saber que estão demonstrando um escudo contra sua própria fraqueza e falta de iniciativa, às vezes, para atingir o que seu próximo alcançou. Isso é - em verdade - um auto-retrato e só aqueles que não podem conseguir os êxitos autonomamente preferem revelá-lo.

Não adianta ir contra as leis da natureza. Mais cedo ou mais tarde, os maus acabam sendo banidos, não interessa quanto tempo isso levará. Não conheço uma só pessoa de má vontade e que vive de prejudicar os seus semelhantes para se dar bem na vida. O final é sempre, quando não trágico, triste, vazio, sem testemunhas. Evidentemente que não percebem essa antevisão enquanto praticam suas atrocidades, sejam elas físicas, simbólicas ou de qualquer outra natureza.

Melhor que ninguém não é preciso ser. Mas deixar as pessoas viverem sua vida sem colocar pedras no caminho delas é mais que um sentimento positivo. É obrigação, é cidadania, é moral, é ter bons constumes e bons modos. É - em suma - ser bem-resolvido na vida, sem ficar procurando no outro aquilo que não se conseguiu, talvez por falta de iniciativa, ou - na maioria dos casos - por falta de mérito, fazendo crescer em seus corações, cada vez mais, a maldade, a covardia e a fraqueza.

Nenhum comentário: