20 de set de 2011

VERBO – MODOS VERBAIS


Muito mais importante e eficaz do que apenas memorizar as formas verbais é identificar o que cada TEMPO e cada MODO designam; de que maneira esses aspectos incidem sobre a temporalidade desejada e – consequentemente – sobre o sentido do período. Quando sabemos o que expressa o MODO INDICATIVO, SUBJUNTIVO e IMPERATIVO, ou quando podemos saber a que se refere PRETÉRITO PERFEITO ou MAIS-QUE-PERFEITO, por exemplo, a flexão verbal torna-se bem mais clara.
1. MODO INDICATIVO: indica precisão, exatidão de uma ação. Pela forma verbal não deve haver dúvidas a respeito de determinado ato. Os tempos verbais desse modo são: PRESENTE, PRETÉRITOS (PERFEITO, IMPERFEITO e MAIS-QUE-PERFEITO), FUTUROS (DO PRESENTE e do PRETÉRITO).
Eu irei à instituição para resolver o problema. (a forma verbal irei apresenta-se como certa, como indefinida, no futuro do presente).
2. MODO SUBJUNTIVO: indica imprecisão. Pela forma verbal, não há definição quanto à ação referida. Os tempos desse modo são: PRESENTE, IMPERFEITO e FUTURO.
Se formos à instituição, resolveremos o problema. (a forma verbal formos apresenta-se como incerta, indefinida, no futuro do subjuntivo)
3. MODO IMPERATIVO: indica ordem, conselho, sugestão, pedido, súplica. Divide-se em IMPERATIVO AFIRMATIVO e IMPERATIVO NEGATIVO. Muito usada na linguagem persuasiva, com destaque para textos publicitários em geral.
Compre batom! Beba coca-cola!
Na próxima postagem, abordarei os TEMPOS VERBAIS, em sua essência, como fiz em relação aos MODOS.

Nenhum comentário: