29 de dez de 2011

UM MUNDO DE FAZ-DE-CONTA


Estamos agregados ao mundo de brinquedo

Que nos aproxima do medo

Que nos parece sumir.

Estamos arrasados pela rotina da vida

Pela incessante partida

Que parece nos matar.

Mas de vez em quando

Quando estamos racionais

Ensaiamos alguma paz

Mesmo que seja pequena

Sem o valor de serena.

Então neste intervalo

Não sentimos tal abalo

Estamos já iludidos

Sem saber, ficamos perdidos

Mas nós fingimos que não.

O bom é saber viver

Esquecendo a realidade

A cruel realidade

Desprezando a vaidade

O bom é saber vencer

Vencer os tempos que vêm

Sem se ver preso a ninguém

Ou a qualquer um sistema

Saber sair dos dilemas

Deixar o além mais além.


Cassildo Gomes Rodrigues de Souza

Abril de 2003.

Nenhum comentário: