6 de jan de 2012

O VESTIBULAR FOI APENAS O INÍCIO


Esta é uma vitória que deve ser comemorada com muito entusiasmo. Sabemos que foram muitos os momentos de tensão, de angústia, vontade de desistir do sonho; foram muitos também os momentos de dúvidas em relação ao que se queria fazer.

Foi um período muito agitado, de sono perdido, mergulho nos livros, nos cadernos, nas redes, procurando a melhor preparação. O cansaço – em muitos casos – quis ser vilão, quase que influenciando negativamente no resultado. Em certas ocasiões, não deu vontade de comer, de sair com os amigos, de fazer as coisas que dizemos “normais”, apenas pelo foco naquilo que tanto se almejou.

Os pais, companheiros inseparáveis em tais horas, talvez fossem mais tensos do que os próprios candidatos; os professores, eternos cúmplices, estiveram sempre apoiando, incentivando, tentando mostrar que caminhos eram os mais viáveis. Tudo valeu a pena.

Agora, a caminhada é diferente, desafios a superar; não há problemas, pois nesse quesito, vocês já começaram muito bem. Tais desafios os ajudarão a crescerem como pessoas e como excelentes profissionais que certamente serão.

Aos que ainda não conseguiram êxito para ingresso ao ensino superior, deixo aqui minha mensagem de apoio; não se sintam diminuídos, pois o processo de vestibular nos apresenta essas surpresas e fatos inusitados; empenhem-se mais, estudem mais, acreditem mais no potencial de vocês.

Quero congratular todos os vitoriosos, mas em especial: meus alunos do Tristão de Barros, escola pública que dá orgulho; Central de Cursos, instituição que dispensa comentários pelo trabalho já realizado; IEJ – Acari, tão bem comandada por Jodailson Araújo; CEDAP – Santa Cruz, primeiro cursinho onde lecionei para vestibular.

Obrigado por tudo e boa sorte, feras!

Um abraço do “Tio Cassildo”.

Nenhum comentário: