27 de dez de 2012

NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO - A PARTIR DE 01.01.2013



NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO

                Em setembro/2008, O Presidente da República, Luís Inácio Lula da Silva, sancionou o Novo Acordo Ortográfico, que visa a algumas mudanças na escrita e acentuação de vocábulos em Língua Portuguesa. 
A Reforma vinha sendo discutida desde o ano de 1990 e somente há pouco foi efetivado. Calcula-se que, no Brasil, as alterações devem variar de 0,5% a 1% enquanto que em Portugal, as mudanças serão de aproximadamente 2% do léxico.
                Foi estipulado o período de 04 anos ( iniciado em 1º-01-2009 e terminado em 31-12-2012) para que os usuários da língua possam adaptar-se à nova convenção ortográfica. Muitos livros didáticos já trazem as mudanças, enquanto concursos e vestibulares ainda têm considerado a antiga convenção para avaliar os seus candidatos. Nesse caso, conhecer esses detalhes constitui tarefa fundamental para professores, alunos e quaisquer outros falantes do idioma.
Uma das mudanças mais importantes reporta ao emprego do hífen, agora mais simplificado em seus usos, uma vez que as orientações para os prefixos são unificadas.
                 O TREMA (¨) será extinto, de palavras como  DELINQÜENTE, que passará a DELINQUENTE.
Nos países onde ainda se escreve HÚMIDO, será eliminado o "H" mudo, como já se faz normalmente no Brasil. Do mesmo modo, nos países onde se escreve OBJECTIVO, FACTO, CONTACTO, a letra "C" será eliminada.
As palavras formadas por prefixos terminados em vogal com radical iniciado em "R" ou "S" perderão o hífen e essas duas letras serão dobradas.
Ex.: ANTI-RÁBICO será ANTIRRÁBICO; ULTRA-SOM será ULTRASSOM. E assim por diante.
Porém, quando o prefixo terminar em "R"(SUPER HIPER, INTER) e o radical iniciar em "R", o hífen será mantido: INTER-RELAÇÃO; INTER-RACIAL.

ACENTUAÇÃO GRÁFICA

      A acentuação gráfica existe para marcar as sílabas tônicas das palavras. Assim, quando houver acento, este sempre será colocado na sílaba mais forte do vocábulo.
      Por esse motivo, todas as palavras proparoxítonas são acentuadas, uma vez que, no caso da retirada do acento, elas tornar-se-iam paroxítonas. Vejamos o exemplo:

      A gerência (rên) não estava sabendo do fato.
      Marcos gerencia (ci) uma equipe de funcionários.
Demais regras de acentuação gráfica:

1. Acentuam-se todos os monossílabos tônicos terminados em a, e e o (seguidos ou não da letra s). Exemplos: pá, fé, só, mês, és

      Todos estavam querendo ajudar.

2. Acentuam-se todas as palavras oxítonas terminadas em a, e, o, em e ens. Exemplos: Pará, Seridó, café, através, parabéns, ninguém.

      Através dos tempos, percebemos quem realmente é bom.
3. Quando as palavras forem paroxítonas e terminarem da mesma forma que as oxítonas do tópico anterior, não receberão acento algum. Exemplos: Rara, fato, plebe, entraves, margens, homem.

4. As palavras paroxítonas que terminarem em i(s), u(s), r, x, n, l, ps, ão e ditongos serão acentuadas. Exemplos: júri, púbis, bônus, vírus, líder, lúmen, ônix, bíceps, fórceps, órfão, área, história.  

5. Acento das formas verbais de VIR e TER (além dos derivados), na 3ª pessoa do plural.
      Marcos não tem mais dinheiro para gastar. (singular)
      Todos têm aquilo que merecem. (plural)
      O governo mantém o povo como refém. (sing.)
      Os grandes detêm um poder de reação enorme. (plural)
      A chuva vem com muita força nesta época. (singular)  
      Os diretores vêm expor o projeto para nós. (plural)
      O estado intervém muito pouco nessas questões. (sing.)
      As denúncias advêm de todos os pontos da cidade. (plural)
6. Acento das formas verbais de LER, CRER, DAR e VER, na 3ª pessoa dom plural do indicativo e subjuntivo.
6.1 Antes do Acordo Ortográfico de setembro/2008:
Todas essas formas paroxítonas recebiam acento circunflexo, conforme os exemplos que seguem:

      Todos vêem a situação, mas ficam inertes,
      Quantos lêem pelo menos um livro por ano?
      Desejo que as nações dêem-se as mãos para vencer a crise.
      Os otimistas crêem na reação dos países desenvolvidos.

6.2. Após o Acordo Ortográfico de setembro/2008:
Essas formas verbais perderam os acentos circunflexos e passaram a ser escritas assim: veem, leem, deem e creem.

7. Acentos diferenciais:
7.1. Antes do Acordo Ortográfico de setembro/2008:
7.1.1. Pêlo (substantivo) – Pélo (verbo) – Pelo (por + o);
      O pêlo dos animais pode fazer mal à saúde.
       Eu pélo minha barba a cada dois dias.
      Pelo amor de Deus, vai dormir!

7.1.2. Pêra (substantivo) – Pera (antiga contração)
      Prefiro pêra a maçã.

7.1.3. Pólo (substantivo) – Polo (contração antiga)
      Os interessados devem procurar seus pólos locais. .
      Não vá polo lado obscuro.
     
7.1.4. Pára (verbo) – Para (preposição)
      Este trabalho é para Cassildo.
      Cassildo, pára um segundo, por favor.


7.1.5. Apóio/apóia/apóiem(m) (verbo) – Apoio (substantivo)
      Eu sempre apóio o trabalho em equipe.
      Erleilson apóia Théo, que apóia Cassildo, que apóia os dois.
      Com um apoio desses, eu só poderia vencer.

7.2. Após o Acordo Ortográfico de setembro/2008:
Não existe mais acento diferencial para tais formas verbais, que são paroxítonas; o acento diferencial de pôr em relação a por permanece, por se tratar de um monossílabo tônico; permanece também o acento diferencial das formas verbais pode e pôde, considerando que se trata de tempos verbais diferentes. Exemplos:

Erleilson não pôde ir ao encontro; estava doente. (pretérito);
O filho pode ajudar o pai e a mãe, se quiser. (presente)


8. Acentuação envolvendo hiatos:
Permanece a regra seguinte:
I e U tônicos formando hiato com a sílaba anterior, sempre receberão acentuação, independentemente da posição na palavra. Exemplos: saúde, baú, saída. Exceção: dígrafo nh ou letra z, após os citados hiatos: rainha, raiz.

9. Acentuação envolvendo hiatos que sofreu alteração com o Novo Acordo Ortográfico:
As palavras como baiúca, Bocaiúva e feiúra perdem os acentos do I e U tônicos que formam hiato após o ditongo. Serão grafadas assim: baiuca, Bocaiuva, feiúra.

10. Acentuação dos ditongos abertos ÉI e ÓI (palavras paroxítonas)
As palavras como heróico, idéia, assembléia, paroxítonas que apresentam ditongos abertos no meio do vocábulo, perderão o sinal e passarão a ser grafadas da seguinte forma: heroico, ideia, assembleia.

Nenhum comentário: