26 de fev de 2012

ENTREVISTA COM O MÚSICO SÉRGIO MENDES - VEJA (22.02.2012)

(Pág. 01 da entrevista)

(Página 02 da entrevista)

(Página 03 da entrevista)

Publicada em Veja, 22.fev.2012, pág. 15-17.
(Clique em cada imagem para abrir em janela separada e com boa resolução)

DICAS DE TÍTULOS

1. Esta gramática é linda, tanto no seu conteúdo quanto no aspecto gráfico. Direcionada ao Ensino Médio, volume único. Editora FTD, Mauro Ferreira. Nem parece que os assuntos nela são gramaticais, pela maneira contemporânea de abordar os temas. Top!



2. Esta gramática é sensacional. Alinhada às novas tendências de texto. Totalmente contextualizada e de acordo com o Novo Acordo Ortográfico. Eu a vi no Sebo Amorim (Nova Descoberta), em Natal, e dei umas folheadas e adquiri. Muito boa e com bastante exercício. Editora Scipione, Ulisses Infante.


3. Boa gramática, para quem quer começar nos estudos de língua portuguesa para concursos. É realmente objetiva, com linguagem simples e com mais de 800 questões de múltipla escolha. Editora CAMPUS, Renato Aquino. Recomendo!


4. Coleção INSIGHT - Inglês. Livro especialíssimo como suporte para Língua Inglesa do Ensino Médio. Editora Richmound, o selo da MODERNA para inglês. Bem contextualizado e com alusão a vários gêneros textuais, inclusive das tecnologias virtuais. Uma ponte bem interessante entre informática e língua inglesa.




5. Esta gramática é muito prática, para aqueles que querem estudar se preparando aos mais diversos concursos públicos. Teoria sucinta, 1.800 questões, das quais 400 estão relacionadas a grandes textos. Tenho e considero uma de minhas relíquias. Editora CAMPUS, Jorge Vicente.


6. Não confundam com a Gramática Objetiva, item 3 destas dicas, que tem a capa com mesma cor e mesma editora. Os autores são diferentes. Esta é uma das primeiras publicações recentes da CAMPUS para concursos. Boa opção, mas nas duas primeiras edições, existem alguns erros de impressao, inclusive nos gabaritos. CAMPUS, Marcelo Rosenthal. São 1.000 questões, algumas delas comentadas.



7. Muito boa esta gramática para Língua Inglesa, série QUESTÕES. O seu autor tem formação em economia e os textos aqui, em sua maioria, estão relacionados a termos de economês, de concursos ligados a áreas auditoriais. O desafio vale a pena. Editora CAMPUS, Carlos Augusto.


8. São 815 questões em mais de 100 textos. Totalmente ligada à interpretação, conteúdo com maior porcentagem nos concursos realizados hoje em dia. Ainda apresenta uma introdução com teorias do texto e todas as respostas são comentadas. Recomendo! Editora IMPETUS (primeira edição pela CAMPUS), Renato Aquino, mesmo autor da Gramática Objetiva.


9. Gramática que valoriza os aspectos lingüísticos para poder explicar os elementos estruturais do português. Conteúdos teóricos e exercícios de fixação. Grande ênfase em assuntos alinhados com a nova proposta dos principais vestibulares do país, inclusive o ENEM: funções da linguagem, variações lingüísticas, língua e linguagem, morfologia, sintaxe, fonologia, semântica e estilística. Recomendadíssima! ATUAL Editora. 2.ed.(3ª reimpressão), CEREJA, William Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar, 2007. 

(As imagens aqui divulgadas têm fins meramente educativos, relacionados ao teor do blog, que é discutir a Língua Portuguesa. Todos os direitos são reservados aos respectivos proprietários.)

24 de fev de 2012

QUADRINHOS EM INGLÊS


1. A forma contracta do CONDITIONAL TENSE é muito usual em inglês, especialmente quando se quer pedir alguma coisa. Identifique o fragmento em que este tempo verbal é usado.


2. Explique por que a palavra que mais aparece no diálogo é TRANSPARENTE.


3. Explique a relação de oposição existente entre a primeira fala do último quadrinho e os demais balões.




RESPOSTAS: 1. "We'd like (We would like = Gostaríamos) an extra-large pizza with..."
2. A palavra "extra", predominante no diálogo, é transparente porque significa
o mesmo em inglês e português; 3. É que o personagem pede tudo EXTRA
e no final pede "Cola Diet"

23 de fev de 2012

SOME MOMENTS IN MY LIFE







ELOS IMPOSSÍVEIS



Inconveniências e contradições

Incoerências e ambições

Que assemelham-se aos problemas sociais

Que nos conduzem a dizer “nunca mais”.


Incomunicação consciente, impossível

Ambiência negativamente incrível

Incapacidade de reciprocidade

Mútua distorção da liberdade.


Seres da completude que não se complementam

Inadmissíveis atitudes que alimentam

Intransmissões de fluídos de pensamentos

Desconexão prevista para eternamente.


E o laço se desfaz em oportuno

(Hipocrisia, nada que seja uno)

Sela-se o fim do ciclo duvidoso

Que alivia e traz um mundo luminoso.