26 de nov de 2013

ESFORÇO AFASTA AS PESSOAS

De forma geral, o estudo nunca foi prioridade do cidadão comum, que desiste facilmente de se qualificar, quando isso exige esforço mental. Reclamamos da falta de atitude dos poderes públicos, o que está correto e deveria ser mais praticado; mas nós, teoricamente os maiores interessados nessas questões, tendemos a fazer o jogo deles e não persistimos naquilo que nos beneficiaria. É evidente que eles também não moverão uma palha.

Nenhum comentário: