31 de dez de 2013

FELIZ 2014!


Agradecendo as mensagens recebidas por ocasião da passagem de ano, desejo que 2014 reserve avanços em relação a 2013, em todos níveis. Mais hombridade, menos hipocrisia, mais olho no olho, menos futilidades e, principalmente, mais compromisso na hora de "exercer a cidadania". Não nos esqueçamos: 2014 é ano de eleição, ainda que a Copa do Mundo tente mascarar. Grande abraço a todos.

DIVULGAÇÃO DAS NOTAS DO ENEM / 2013


Clique sobre o titulo para ler a matéria:

ABERTURA DO SISU 2014.1


Fiquem ligados nisso, pessoal. Tal informação nos leva a presumir que a nota do ENEM será divulgada realmente na primeira semana de 2014.

Fonte:

25 de dez de 2013

OBRIGADO E FELIZ 2014!

Agradeço as inúmeras felicitações de Feliz Natal recebidas, pelas internet ou por torpedos, e as retribuo com imensa satisfação, desejando que esse período de fechamento de 2013 sirva de reflexão para cada um de nós, de maneira concreta, sem modismos, emoções baratas ou ostentação em rede social. Grande abraço a todos. Em 2014, estaremos juntos.


23 de dez de 2013

Um 2014 ideal?



Inevitavelmente, todos cedemos a tradições. Uns mais, outros menos. Por mais que o individualismo esteja em alta no século XXI, alguns rituais fazem parte de nosso convívio, de nosso imaginário e, consequentemente, de nossa sobrevivência harmoniosa. Independentemente de apelos comerciais que se enfatizam nesta época, não seria tão fútil traçar planos, fazer balanços, vislumbrar o ano iminente. A necessidade de tal reflexão é algo muito subjetivo para se dar ou não importância. Faço adesão a esse costume, compartilhado por tanta gente. 

Para mim, 2014 não precisaria ser muito diferente do que foi 2013. Eu não posso reclamar de muita coisa em minha vida neste ano que quase já expirou: complexo, mas decisivo. Entretanto, em termos de coletividade, eu gostaria que algumas situações fossem mais alentadoras nos próximos 12 meses. Sinceridade, hombridade, solidariedade, menos hipocrisia, mais ação, mais atitude, mais justiça poderiam manifestar-se efetivamente. Já seria um começo apoteótico.

Gostaria que as pessoas enrolassem menos e trabalhassem mais, que atendessem adequadamente o seu público; seria bom que o reconhecimento (financeiro ou social) se tornasse uma prática comum entre as autoridades – públicas ou privadas – ao se valerem de determinado serviço; que as discussões por temas relevantes, como saúde, educação e segurança, ocupassem mais os espaços da imprensa; que a seriedade na hora de escolher os representantes nacionais fosse um aspecto habitual entre os cidadãos. Isso causaria um impacto interessante.


A passagem de um ano a outro não pode ser, somente, um motivo para reencontrar pessoas, para comer e beber mais, para ostentar o dinheiro ganho ou para postar momentos nas redes sociais. É preciso que aproveitemos a oportunidade para ousarmos um pouquinho nos anseios. Trata-se apenas de um marco temporal – sobre o qual há muitas controvérsias – que vimos reproduzindo com o passar dos séculos. Mas poderá ser um ótimo pretexto para mudarmos o pensamento, a atitude, a ação. O 2014 ideal será aquele em que não aceitaremos passivos o desmantelo, a corrupção, a estupidez e a ignorância, exercendo um papel crucial para que essas mazelas sejam cada mais afastadas de nosso meio. 

18 de dez de 2013

AULA DA SAUDADE 2013 - ESCOLA ESTADUAL "TRISTÃO DE BARROS"

O QUE AINDA ESTÁ POR VIR



             Bom será se não dissermos Adeus. Então, não digamos. Comecemos por um “até breve”. A vida é muito imprevisível para selarmos um ponto final de maneira tão fria. Termina-se um ciclo, conclui-se uma etapa. Para muitos aqui, uma longa etapa na mesma escola. A escola dos sonhos. Dos sonhos de vocês, dos nossos sonhos. Dos sonhos daqueles que nem conseguiram chegar até aqui.

 Mas tudo não acaba por aqui. Quanta vida para percorrer, quantos outros sonhos para buscar, quantos outros desafios superar! Estamos apenas no começo de uma era de afirmação, de uma batalha, num mundo tão complexo e competitivo, cheio de armadilhas, mas também repleto de muitas oportunidades. Este suposto final que ora vivenciamos é, simplesmente, uma metáfora para o início do que ainda está por vir. Nossa guarda provisória por vocês, filhos temporários nesses últimos 3 anos, acaba agora.

Devolvemos ao mundo estes alunos que, com sua atenção ou travessuras, nos marcaram intensamente; marcaram pelos debates maduros que travamos nas aulas, com temas interessantes e essenciais a nosso crescimento; marcaram pelas conversas fora de hora que mereciam repreensão; marcaram pela revolta quando algo não podia ser concedido; marcaram pelas amizades que se fizeram ou pelo choro de uma reconciliação; marcaram pelas tardes em que – ainda sem aula – insistiam em ficar, nos corredores, no refeitório, na vidraça das salas dos professores, tentando adivinhar o que discutíamos. Marcaram porque são nossos.

Insistimos. Ainda há muito por vir. Virá o trabalho, que lhes trará a sobrevivência; virão os cursos técnicos ou superiores; virão as responsabilidades de adultos, em que ora se transformam; alguns constituirão família precocemente, mas cada um sabe do seu tempo.  Outros se afastarão, procurarão oportunidades em diferentes lugares, em ambientes mais favoráveis; contatos se perderão, com a correria da vida, mas as lembranças, estas nunca serão apagadas. Permanecerão em nossas memórias, ainda que involuntariamente, como uma luz que sempre acenderá quando menos esperarmos.

Num mundo tão desumano e robotizado, promovemos aqui, o símbolo do que é mais humano. Não existe, neste momento, espaço para rancores, para a individualização pregada em nossos dias. É hora de refletir e extrair todos os aspectos positivos que ficaram nessas 3 temporadas. Joguemos fora aquilo que não nos serve mais. Valorizemos os ensinamentos que cada parte possibilitou uma à outra; vocês nos ensinaram muito. Ensinaram-nos a conviver, a compreender, a reconhecer erros, a pedir e a conceder perdão. Isso é o ser humano, buscando sempre a sua evolução. Evoluímos juntos, sem sombra de dúvidas.

Vão, agora, em busca de suas conquistas. Voem alto, o mais alto que puderem, mas sempre com a consciência tranquila e com os pés no chão. Abracem o mundo, com cuidado, mas com atitude. Nós, mestres privilegiados em tê-los, estaremos sempre exaltando as vitórias que conquistarão, orgulhosos por termos nossa pequena parte nessa caminhada que dá seu pontapé nesta noite.

Até breve.


A vocês, o nosso amor.


Cassildo Souza

*Mensagem dedicada aos concluintes das 3.ªs. séries "A", "B" e "C,
em 17.12.2013, na Escola Estadual "Tristão de Barros".

(Clique aqui)


6 de dez de 2013

MOSTRA CIENTÍFICA E CULTURAL / 2013 - ESCOLA ESTADUAL "TRISTÃO DE BARROS"

TEMA "A FUNÇÃO CONATIVA DA LINGUAGEM DE ANÚNCIOS E 
LETRAS DE MÚSICAS EM INGLÊS"






5 de dez de 2013

MOSTRA CIENTÍFICA E CULTURAL / 2013 - ESCOLA ESTADUAL "TRISTÃO DE BARROS" - 05.12.2013

A Mostra Científica e Cultural da Escola Estadual "Tristão de Barros", realizada hoje, foi um marco, como habitualmente ocorre. A diferença, entre um ano e outro, é a evolução na qualidade e no desempenho dos trabalhos apresentados pelos alunos.

Em 2013, o caráter científico foi um aspecto bastante enfatizado e o resultado não poderia ser outro. Emocionante. As comunicações orais trouxeram um ar de evento universitário (dentro das possibilidades de alunos de ensino médio, mas não muito distantes do ideal), e esse incentivo já constitui o início da preparação ao ensino superior.

Os parabéns vão para todos os envolvidos: funcionários de apoio, professores, supervisão, coordenação, direção, mas - inegável e especialmente - para os alunos, nossa razão de sermos uma escola sempre focada nos tempos ainda não vindos.

Reitero sempre o privilégio que eu tenho por fazer parte de um time vencedor não por acaso, mas por fazer da qualidade uma filosofia constante.