18 de mai de 2014

UFRN abre novo curso de medicina em três cidades do interior potiguar

15/05/2014 08h28 - Atualizado em 15/05/2014 11h55 (Fonte integral, sem adaptações: www.g1.globo.com)

UFRN abre novo curso de medicina em três cidades do interior potiguar

Vagas serão destinadas para Caicó, Currais Novos e Santa Cruz.
Primeiras turmas devem ter aulas já a partir do próximo semestre


A Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) anunciou a oferta de um novo curso de Medicina para três municípios do interior do estado. Já a partir do próximo semestre, vagas estarão disponíveis para Caicó e Currais Novos, na região Seridó, e Santa Cruz, no Agreste potiguar. Ainda de acordo com a instituição, as primeiras turmas devem ter aulas já a partir do próximo semestre. Os estudantes podem usar as notas do Enem para concorrer às 40 vagas que estão sendo disponibilizadas.
De acordo com matéria exibida na manhã desta quinta-feira (15) pela Inter TV Cabugi, estudantes e professores aprovam a iniciativa (veja vídeo ao lado). A estudante Graziele Gleice já tentou o vestibular para o curso de Medicina no Rio Grande do Norte e em mais cinco estados. Para ela, as vagas disponíveis no interior vão aumentar as chances de realizar um sonho. “Com certeza vai dignificar a Medicina nos interiores, fazendo com que os nossos conterrâneos fiquem nas suas terras. Os grotões do Norte e Nordeste estão precisando disso”, disse a jovem.
Os professores acreditam que o aumento de estudantes de Medicina no interior pode atender a carência de cidades menores. “É positivo porque, aumentando a quantidade de vagas, vai aumentar também as chance dos alunos serem aprovados. E é positivo pelo fato da carência de médicos no interior”, acrescentou André Cury, que é professor de cursinho.  
Para Ângela Paiva, reitora da UFRN, a oferta de vagas no interior também tem o propósito de manter o profissional atuando na própria cidade em que será formado. “E assim eliminar uma possibilidade de êxodos de pessoas bem formadas, que deixam aquelas regiões anos a fio sem o desenvolvimento que ela precisa ter”, opinou.
Até 2017, o planejamento da UFRN é aumentar ainda mais o número de vagas para o curso de Medicina. A perspectiva é passar de 40 para 80 vagas no interior e de 100 para 160 vagas na capital. O diferencial é o projeto pedagógico, com foco voltado para a assistência na rede pública. A medida tem a intenção de atender ao programa Mais Médicos.

Nenhum comentário: