5 de jul de 2014

COMENTARISTAS DE RESULTADOS? EMPREGO MUITO BOM


Vejo uns comentaristas "engomadinhos" que aparecem na TV, que nunca saíram de suas salas com ar condicionado, nem do rigor de seus ternos, nunca chutaram sequer uma bola (nem numa pelada), falando sobre futebol como se estivessem formulando teses sobre leis de mercado, sobre moda ou coisa parecida. Os termos que usam passam longe da linguagem do boleiro "mecânica de jogo", "configuração tática", "compactação", dentre outros. Tratam o futebol como se fosse algo abstrato dentro do campo, sem considerar a qualidade dos adversários, prendendo-se tão-somente a questões estatísticas e teorização. Não me agrada a maioria dos cronistas brasileiros, que querem dar explicações a tudo, sabendo-se que no futebol nem tudo se explica. E o pior, agindo com tal conduta, tornam-se comentaristas de resultados, visto que o tempo todo demonstram a preocupação em nunca errarem o que pregam, mudando o curso da interpretação após cada jogo. Isso não é só na copa do mundo. No próprio campeonato brasileiro, os jornalistas mudam os palpites sobre os favoritos a cada cinco rodadas. Assim, até eu posso comentar as competições, já que é muito mais fácil analisar o que ocorreu do que projetar os eventos.

Nenhum comentário: