1 de mai de 2014

MAIS O "DIA DO TRABALHO" DO QUE O "DIA DO TRABALHADOR"



Aos que trabalham com dignidade, todas as minhas homenagens neste dia 1.º de maio. Para muitos trabalhadores brasileiros, não há motivos justos para se reverenciar a data, posto que vários são os descasos que os poderes públicos vêm alimentando ao longo das décadas.

- Não podem comemorar, em primeiro lugar, aqueles que estão sem emprego;
- Não podem celebrar este dia os que têm os direitos desrespeitados;
- Não comemorariam a data aqueles que não recebem vencimentos justos, os quais proporcionem bem-estar às suas famílias;
- Não podem cultuar esta passagem os trabalhadores acidentados ou as famílias dos operários que morreram, pela falta de segurança e condições adequadas a seus ofícios;
- Não haverão de estar satisfeitos os incontáveis abnegados que estão com seus meses de trabalho atrasados por falta de compromisso de seus patrões;
- O país não deve estar satisfeito pelo tratamento que as autoridades dispensam aos milhões de indivíduos que, todos os dias, arriscam-se para manter uma nação tão extensa em território e em corrupção; um país constantemente deseducado e desrespeitado pelos "chefes de estado".

Em todo caso, as sinceras homenagens são dirigidas a todos vocês. Elas partem de um trabalhador que, assim como todos, tenta fazer dessa condição uma ponte para dignificar-se. 

Nenhum comentário: