28 de mai de 2009

ACENTO INDICATIVO DE CRASE II

Há muito tempo, neste mesmo blog, publiquei algumas dicas de crase. A aula de ontem, para o Concurso de Agente Penitenciário Estadual/RN, na Central de Cursos, inspirou-me a trazer nova discussão sobre o conteúdo, que constitui um dos mais complexos, envolvendo muitos outros assuntos da língua portuguesa. Afinal, o que é crase?

No segmento A casa amarela era o nosso recinto, percebe-se que a pronúncia dos dois "as" ocorre como se eles fossem apenas um. Fonologicamente, houve uma contração, natural do aparelho fonador. A esse fenômeno dá-se o nome de crase.

O acento grave ou acento indicativo da crase (`), dentro desse raciocínio, representa a contração entre a (preposição) + a (artigo ou primeira letra dos pronomes demonstrativos aquele, aquela e aquilo), sendo o primeiro vocábulo (preposição) originário da regência verbal ou nominal, e o segundo, pertencente a uma palavra seguinte por ele determinada.

Nessa perspectiva, se, com uma palavra masculina exige-se a contração ao, com um vocábulo feminino exige-se, em tese, à. Vejamos:
Chegou à secretaria trazendo uma pilha de documentos.
(Chegou a - preposição) + (a secretaria - artigo feminino singular)

Oposição no masculino:
Chegou ao escritório trazendo uma pilha de documentos.
(Chegou a - preposição) + (o escritório - artigo masculino singular)

Sempre que um à puder ser substituído por aquele, aquela, aquilo, cada desses três vocábulos deverá ser craseado. Tomemos como exemplo as orações anteriores:

Chegou àquele escritório trazendo uma pilha de documentos.
(Chegou a - preposição) + (aquele escritório - pronome demonstrativo iniciado com a).

Neste caso, não está em jogo se os pronomes são masculinos ou femininos; a contração é feita com letra a inicial de cada um deles.

Esses são os casos clássicos do acento indicativo de crase. Nas próximas postagens, vamos discutir os casos especiais, como a utilização diante de terra e casa, locuções adverbiais femininas, casos de ambigüidade, entre outros.

2 comentários:

Anônimo disse...

J. Emanuell
Caro Cassildo,
Como sempre revolucionando a educação, com sinceridade, prestigio seu blog não só pelos artigos de qualidade que vem sendo postado no decorrer dos meses, e sim pelo profissional brilhante que vc tem demostrado ser.
Valeu Fera!
Abraço.

Anônimo disse...

caro profassor moro em natal e quero saber como faço para particiapar do seu blog.achei por acaso fui tirar uma duvida sobre crase.adorei seus artigos.continue revolucionando a educação,não aqui no blog mas onde tivar oportunidades.um abraço