23 de jul de 2010

IDAS E VOLTAS INCOERENTES DE NOSSO FUTEBOL

Acompanhando as primeiras rodadas do Brasileirão após a Copa, percebo incoerências além do normal, que são exercidas pelos dirigentes dos clubes participantes.
Vejamos: Ricardo Gomes conseguiu dois excelentes resultados contra o Cruzeiro de Adilson Batista. Hoje, com a "corda no pescoço", Ricardo pode acabar saindo do São Paulo e dando lugar justamente a Adilson Batista, que perdera os dois confrontos para o tricolor do Morumbi. Quem entende? Outro nome que ganha força no São Paulo é o de Dunga, muito criticado por alguns jornalistas por não ter ganho a Copa do Mundo.
Segundo a imprensa especializada, Adilson também é forte nome para o Corínthians, de Mano Menezes, caso este último venha a ser o novo técnico da Seleção Brasileira. Quanta valorização, hein? O substituto de Adilson, no Cruzeiro, por sua vez, é Cuca, desvalorizado no Fluminense, hoje de Muricy, praticamente expulso do Palmeiras por maus resultados e líder do Campeonato Brasileiro após o fechamento da 10ª rodada.
Paulo César Gusmão deixou o Ceará, que dividia a liderança com o Corínthians antes da Copa, para comandar o Vasco, penúltimo lugar da competição, que por sua vez perdera o contestado (nem tanto por mim) Celso Roth para o Internacional, vejam só!
Todos esses fatos só nos fazem concluir que ou nossos técnicos são muito ruins ou os cartolas não entendem nada de futebol. A segunda opção começa na frente.
Cassildo.

Nenhum comentário: