8 de jul de 2008

REDAÇÃO IV - MELHORAR SEM MAIS COBRAR

A saúde é o bem mais precioso da vida. Infelizmente, no Brasil, esse “bem” está bastante fragilizado, pois quem não o apresenta de forma natural e depende de algum tipo de assistência médica pública, muitas vezes morre antes mesmo de descobrir o seu problema.
O Brasil é um dos países em que mais se pagam impostos ao governo no mundo, e mesmo assim nossa saúde pública é tão precária. A Câmara dos Deputados aprovou a Contribuição Social para a Saúde (CSS), novo imposto que prevê uma alíquota de 0,1% sobre as movimentações financeiras dos brasileiros.
É inadmissível a criação de mais um imposto para a saúde, pois os impostos a se pagar aumentam e a qualidade dos serviços prestados diminui. A população, principalmente pobre, não possui recursos para se utilizar dos serviços de saúde privada, paga bastantes impostos e não tem direito a um atendimento razoável no Sistema Único de Saúde (SUS).
A única medida aceitável e não abusiva seria melhorar o SUS, sem que novos impostos sejam cobrados. Se o governo precisa de verba para isso, deveria retirar dos fartos salários dos deputados e senadores, e não da sua nação.

Autora: Luana Medeiros de Moura (9,00)

Nenhum comentário: