17 de nov de 2012

Os Caios F. Abreus e as Tatis Bernardis sem critério

("Onde quer que você esteja, eu sempre estarei lá.") (Cervantes)
 
Impressionante como nós não filtramos as informações da internet. Esses dias eu, numa brincadeira cheia de sarcasmo, tenho colocado citações (algumas até ilógicas) e atribuído autorias aleatórias (ou fictícias) em meu perfil do Facebook. Algumas citações nem coesão apresentam, mas mesmo assim, há um número considerável de contatos que as compartilham como se significassem alguma coisa e como se aquela autoria tivesse realmente fundamento.


É claro que não temos tempo de identificar se tudo o que nos é enviado tem sentido, é concreto e de fato refere-se aos autores indicados. No entanto, também não podemos "engolir" tudo o que nos mandam, sem um mínimo de critério, de seleção e de busca pelas informações. É preciso desconfiar de certas fontes, de certas frases, de certos textos, os quais são publicados - muitas vezes - para promover uma aparência de "culto" que as pessoas parecem ter necessidade de demonstrar, num apelo, num "forçar a barra" característico dessas tecnologias sociais.


Caio F. Abreu, Tati Bernardi, Carpinejar, nomes de livros e filmes servem de base para que algumas pessoas atribuam às frases compartilhadas a sua criação. Muitas vezes tais escritos não foram propagados por tais figuras. Aliás, a febre do Facebook é Caio F. Abreu. Como se tudo que houvesse de bestialidade no mundo tivesse sido afirmado por ele, por Tati Bernardi (cuja obra, sinceramente, não conheço nem sei se existe como si própria, mas o site encontra-se no ar com vários textos), pelos narradores de livros e filmes comuns ao público "teen". É bonito fazer de conta que se leu alguém. Há uma necessidade de se dizer que se lê em certa dose. Tudo muito fake, tudo muito teatral.


Para quem não sabe, Caio F. Abreu, segundo consta na Wikipedia, foi um jornalista, escritor e dramaturgo gaúcho, que viveu de 1948 a 1996, em Porto Alegre. Muitas das frases que a ele são creditadas surgiram após a sua morte (16 anos atrás) e o teor de algumas não se alinham a seu estilo. Tati Bernardi, nem página na Wikipedia consta, o que seria normal em se tratando de uma figura ultimamente tão "ilustre". Não quero desmerecer ninguém, mas é que incomoda às pessoas no mínimo sensatas vivenciar esse vazio de conhecimento que temos visto no Brasil.


Já postei frases do tipo "Onde quer que você esteja, você sempre estará lá", "Assim como são as pessoas são as criaturas", "Inclusive praticamente" (todas de autorida de Didi, vivido por Renato Aragão, em programas de humor). Já brinquei com outras inventadas por mim, como "Daqui a pouco, alguns minutos serão passados" (atribuída a Machado de Assis) e, por falta de critério, muitos de meus contatos acabaram compartilhando e acreditando nas citações. Não o fiz por maldade, mas apenas para ter uma idéia do quanto este mundo virtual é cheio de futilidades, aparências e falta de conhecimento. Parei por hoje com as brincadeiras, pois não quero mais ver pessoas reproduzindo um teatro, que é retrato dessa linguagem contemporânea.

7 comentários:

Aluninha disse...

Então colega , procurava eu por informações das obras de Tati Bernardi e acabei caindo aqui, aproveito então que li seu artigo e achei ridículo para deixar minha opinião ... você é ridículo, as pessoas compartilham porque gostam da frase independente de autoria, que há os intelectuais de meia tigela , sim mas com todo perdão com este artigo você não me pareceu diferente deles nem um pouco !

CASSILDO SOUZA disse...

Assim como os que compartilham frases atribuídas a Tati Bernardi e companhia (quero deixar claro que não ridicularizei os autores em nenhum momento, até porque eles não têm culpa da ignorância de ninguém) você se apresenta de uma maneira não muito adequada para se referir a alguém. Não a conheço, portanto nem me preocupo se me acha ridículo. Diferentemente da nobre internauta, eu uso um nome, tenho identidade e exponho minhas opiniões, sem medo, o que não quer dizer que eu esteja certo, mas foi para isso que o espaço foi criado. Infelizmente, você não entendeu a intencionalidade discursiva do texto e está irritada com algo que não atinge aqueles que têm critérios. Aceito sua opinião, porque vivemos numa democracia, mas para expressar algo (como eu fiz), precisamos pelo menos nos identificarmos, isso se chama personalidade. Se você acha que é positivo as pessoas atribuírem frases indevidas a autores que não as fizeram, eu respeito, mas não encontro argumentos convincentes. Precisamos aprender a expressar opiniões sem ofender as pessoas. E eu não ofendi ninguém, nesta postagem. Fiz um texto expressando um posicionamento geral, que é parte do pensamento de muita gente.
Estou sempre aberto a debates civilizados.
Grande abraço.

Unknown disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
CASSILDO SOUZA disse...

Letícia, tudo que você está reclamando de mim, você própria está fazendo: apontando falhas. É da natureza do ser humano. Quando disse que espalhava as frases com autoria errada, eu não tinha a intenção de que compartilhassem; a intenção era chamar a atenção para coisas que não filtramos. Mas como disse, eu posso estar equivocado. Outra coisa, você diz que o meu objetivo não é espalhar conhecimento. Creio, então, que você não observou o quanto este espaço tem de dicas para alunos que se preparam ao vestibular, a concursos bem como coisas do dia a dia em geral. Se você verificar melhor, verá que desde 2008 eu mantenho este blog, não com o intuito de destruir, mas de construir, de contribuir, de auxiliar as pessoas. Não ganho nada por isso, apenas ganho o prazer de compartilhar com as pessoas aquilo que aprendi. Se você não entendeu minhas intenções, paciência. Eu tenho minha consciência tranquila, e a prova disso é que em nenhum momento, eu te ofendi; você, ao contrário, fez um comentário muito exaltado, que eu respeito, mas não sou obrigado a aceitar que digam que não propago o conhecimento. Aliás, bem ou mal feito, é só o que esta página tem em sua finalidade. Explore-a melhor e veja as virtudes; não me julgue apenas por um aspecto que você observou e que lhe interessa. Veja o todo. Depois, aceitarei suas opíniões, repito, desde que não me ofenda, caso contrário, não aprovarei seu comentário e ele não será publicado. Não gostaria de fazer isso, porque é o inverso das intenções da página. Aceito todas as críticas, mas elas devem vir carregadas de civilidade.Grande abraço!

Anônimo disse...

Meu Caro cacildo,só mesmo uma pessoa de qualquer jeito não notaria suas reais intensões nesse espaço e mais expecificamente nesse post,Parabéns. e vc tem razão criticas são bem aceitas desde que venha com boa educação!
bjs prá ti.

CASSILDO SOUZA disse...

Obrigado. Nunca tive a intenção de ofender ninguém. O espaço, abrangente como é, mostra que não o construí para denegrir imagens. Grande abraço!

CASSILDO SOUZA disse...

Obrigado. Nunca tive a intenção de ofender ninguém. O espaço, abrangente como é, mostra que não o construí para denegrir imagens. Grande abraço!